Instagram

Governo federal descarta aumento de impostos até 2017

Governo federal descarta aumento de impostos até 2017
O governo já decidiu que não vai aumentar impostos este ano e em 2017 para alcançar a meta fiscal. A informação foi dada hoje (23), pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, ao reconhecer que a sociedade brasileira não tem mais como arcar com aumentos da carga tributária.

“Já há decisão da área fazendária neste sentido seguindo orientação do presidente Michel Temer. Não haverá aumento de impostos para 2017”. Em consequência, Padilha afirmou que o projeto que cria limites para o crescimento dos gastos públicos com base na variação da taxa da inflação do ano anterior “é inegociável”. Esse cálculo está previsto no Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que está sob análise do Congresso Nacional.

“Não há hipótese de o governo trabalhar com a flexibilização [dos gastos]. Claro que a decisão final cabe ao Congresso, mas, se não tivermos a aprovação da contenção das despesas, nós vamos ter uma expansão muito expressiva da dívida publica. É como na casa do João, da Maria e do José: o limite do cartão de crédito e do cheque especial estourou, não tem mais como sacar [dinheiro], então temos que cortar despesas. Dói um pouco, não vai ter mais cinema, festa de final de semana”, comparou.

Padilha disse que, como o governo não vai cobrar da sociedade, a diferença para o equilíbrio das contas públicas terá que vir do cortes de despesas. “Então vamos tirar das estradas, da segurança, uma vez que os gastos com saúde e educação são mantidos constitucionalmente – não pode ser mexido, vamos tirar de onde for possível”.

Reforma da Previdência

O ministro voltou a defender a necessidade da reforma da Previdência. “Nós temos que fazer com que o Brasil seja viável no longo prazo. E há duas coisas que são absolutamente indispensáveis que sejam enfrentadas. Uma é a questão da dívida pública, daí a razão do teto, e a outra é a reforma da Previdência. Se não, em pouco anos, o sujeito chega com seu cartão de aposentadoria no banco e não terá dinheiro necessário para que o pagamento seja feito.”

Aumentos salariais

Eliseu Padilha também confirmou a decisão do governo de não negociar aumentos salariais antes que seja decidida a questão do impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff, uma vez que a negociação estava em desacordo com a própria base de sustentação do governo.

“Essa foi uma decisão tomada durante a reunião do colegiado na última sexta-feira em São Paulo, que concluiu que não havia clima na base. Então o governo decidiu suspender [a negociação] até pelo menos depois da votação do impeachment”. A decisão, segundo Padilha, vai atingir todas as categorias que tiverem alguma ligação com o Executivo.

O ministro deu as informações em entrevista, no Rio Media Center, para apresentar, ao lado do prefeito Eduardo Paes, o balanço final dos Jogos Olímpicos de 2016.
Agência Brasil
Mais informações »

As perseguições políticas da era Costa em Felipe Guerra

As perseguições políticas da era Costa em Felipe Guerra
Conforme anunciado na sexta-feira, 19 de agosto, hoje passo a fazer um resgate histórico acerca da política felipense, no tocante as administrações públicas passadas, abordando temas como: perseguição política; exclusão social, desmandos com o erário público; escândalos de corrupção; projeto familiar de poder; origem política; realizações administrativas; legado político; dentre outros.

Perseguição Política

A história política de Felipe Guerra é marcada por muitos episódios lamentáveis de perseguição política registrados em gestões públicas municipais passadas. Vale ressaltar que perseguição política caracteriza crime de improbidade administrativa e que atualmente a Justiça brasileira mostra celeridade na apuração dos casos.

Em um passado recente a impunidade no tocante a perseguição política reinava no interior brasileiro, como era o caso da cidade de Felipe Guerra, onde a sociedade recorda até hoje os mais diversos casos envolvendo especialmente o funcionalismo público.

Conhecendo bem a história de Felipe Guerra, no dia 05 de agosto, quando acompanhava a Convenção Municipal do PSD, que homologou a chapa Victor Costa e Paulo Guilherme em Felipe Guerra, fiquei indignado com a cara-de-pau de algumas figuras que integram o grupo político de oposição naquela cidade.

Em seus discursos em defesa da retomada do poder, ex-prefeitos e ex-vereadores tiveram o disparate de acusar o atual prefeito Haroldo Ferreira, que é candidato a reeleição, de ser um político “ditador” e “perseguidor”.

Aquelas figuras manjadas, principalmente os ex-prefeitos Hulgo Costa e Braz Costa, bem como o ex-vereador Gilvan de Souza – o mais exaltado, certamente estavam ali subestimando a capacidade intelectual alheia e achando que o povo felipense tem memória curta.

Gestões Hulgo Costa

Hulgo Costa, que vem a ser filho do saudoso ex-prefeito Francisco Chagas da Silva (‘Titico de Adelino’) e pai do atual candidato a prefeito Victor Costa (PSD), governou Felipe Guerra por três vezes e foi o maior perseguidor político de toda a história do município.

A fama de perseguidor de Hulgo Costa veio logo no início de sua vida pública, quando ele escorraçou o saudoso ex-prefeito Raimundo Pascoal e família da Prefeitura de Felipe Guerra e demais repartições públicas do município.

Lembrando que Raimundo Pascoal foi o criador de Hulgo Costa, tendo-o feito prefeito em cumprimento a um compromisso firmado com o saudoso ex-prefeito ‘Titico de Adelino’, pai de Hulgo, que na época já não era mais vivo.

Chegando a Prefeitura de Felipe Guerra, movido por ambição Hulgo Costa traiu Raimundo Pascoal, quebrando todos os compromissos firmados com ele e implementando o projeto de poder da família Costa. Um projeto tão ambicioso e restritivo que não deixou espaço se quer para abrigar o saudoso Raimundo e sua família.

Hulgo Costa desvinculou todos os membros da família Pascoal que não eram efetivos no quadro de servidores da municipalidade, e aqueles que eram efetivos ele preferiu que ficassem em casa, ganhando sem trabalhar, para que estes não pusessem os pés na Prefeitura.

Na época em que Hulgo Costa era prefeito de Felipe Guerra, os servidores públicos efetivos do município só ganhavam meio salário mínimo. Sem contar que muitos trabalhavam sem nenhum vínculo empregatício, e tinham que ler uma cartilha ditatorial se quisessem receber seus vencimentos. Caso contrário, recebiam sempre em atraso e acompanhado de muitas palavras humilhantes. Muitos servidores foram dispensados sem qualquer benefício, tendo negados seus direitos trabalhistas, depois de terem prestado anos de serviços a municipalidade.

Um concurso público realizado em uma das gestões do então prefeito Hulgo Costa resultou em várias ações judiciais, que até hoje algumas ainda tramitam na Justiça, movidas por servidores aprovados em colocações privilegiadas, mas que nunca exerceram a função, pois o então prefeito simplesmente ignorou a ordem de aprovação do concurso e convocou os aprovados como ele bem quis.

Gestões Braz Costa

As duas gestões do ex-prefeito Braz Costa Neto, primo/cunhado de Hulgo Costa, escolhido por Hulgo para dar continuidade ao projeto de poder da família Costa em Felipe Guerra, não se diferenciou das gestões Hulgo Costa. O modus operandi foi praticamente o mesmo, paralelo a uma capacidade jamais vista de praticar desmandos administrativos.

Braz protagonizou muitos episódios de perseguição a servidores públicos, principalmente das áreas da educação e saúde. Aquele que contrariasse qualquer interesse do grupo governista, era transferido para locais de trabalho distantes, como forma de punição.

A única diferença notada entre Hulgo e Braz no tocante a forma de perseguir, era que Hulgo tinha prazer em dar NÃO e humilhar das mais diversas formas o adversário. Já Braz carregava o SIM na ponta da língua. Raramente dava um NÃO. Seu prazer era cansar o adversário sempre renovando a promessa e mandando voltar outro dia.

Enfim perseguição política nas gestões dos ex-prefeitos Hulgo Costa e Braz Costa aconteciam das mais diversas formas, com as mais diversas classes, alcançando e prejudicando servidores, comerciantes, famílias humildes, vereadores, profissionais de imprensa e etc.

'Pinga Fogo' por Erinaldo Silva
Rede News 360
Mais informações »

Igreja de Cristo realiza grande evento evangélico em comemoração aos 52 anos de história

Igreja de Cristo realiza grande evento evangélico em comemoração aos 52 anos de história
Na noite de ontem (21), a Igreja de Cristo realizou uma grande festa em comemoração aos seus 52 anos de história no Auto Posto Amorim em Felipe Guerra. Na oportunidade, esteve pregando a palavra, o Pastor Joel Medeiros e cantando os louvores de sucesso, o cantor Marcos Antonio. A festa foi considerado uma 'benção" e sendo uma das maiores do município, atraindo inclusive milhares de pessoas de toda região Oeste do Rio Grande do Norte. 

Em tempo...

Em um certo momento, o cantor Marcos Antonio deu uma pausa para elogiar o trabalho do prefeito de Felipe Guerra, Haroldo Ferreira de Morais (PSB) dizendo que a autoridade é constituída por Deus e ainda improvisou um ritmo chamando "Haroldinho de Jesus". 

Porém, o momento não era propício devido a época de campanha eleitoral, e  o cantor talvez nem soubesse da guerra política doente que existe no município de Felipe Guerra. Mesmo existindo vários motivos pra ter elogiado o prefeito,  Marcos não sabe o quanto boa parte da população felipense vive a política ao pé da letra e por isso, tem desagradado algumas pessoas presente no evento evangélico. 

É importante observar, que nenhuma culpa pode ser atribuída ao prefeito Haroldo Ferreira e tão pouco ser atribuída à Igreja de Cristo de Felipe Guerra, realizadora do evento. Todos foram pega de surpresa pela atitude espontânea do cantor convidado, que teve o livre direito de expressar suas palavras.

Alguns interpretam o fatídico como politicagem, mas vale lembrar que situações semelhantes e piores já ocorreram em outrora na nossa cidade. Não condenamos o cantor pelo fatídico, e como diz no livro de João 8: "Aquele que não tiver pecado que atire a primeira pedra".
Mais informações »

Candidato a reeleição, prefeito Haroldo Ferreira segue cumprindo agenda de visitas na Zona Urbana de Felipe Guerra

Candidato a reeleição, prefeito Haroldo Ferreira segue cumprindo agenda de visitas na Zona Urbana de Felipe Guerra
O candidato a reeleição, prefeito Haroldo Ferreira (PSB), e o candidato a vice-prefeito, vereador Salomão Gomes (PR), segue cumprindo suas agendas em busca de votos nas ruas da Zona Urbana de Felipe Guerra.

Haroldo e Salomão, tem sido muito bem recepcionado em todas as casas, e recebido muitos apoios em torno da continuação de sua gestão de resultados que tem alto índice de aprovação popular. 

O prefeito iniciou suas visitas nos dias 18, 19 e cumpre neste sábado (20), as visitas nas Ruas: Francisco Diógenes, R. Pedro Victor, R. Adelino Bonifácio, R. Maria Valda Góis, R. Profª Abigail Feitosa Pascoal.

Segue as fotos da Assessoria de Campanha de "Haroldo e Salomão 40" entre os dias 18 e 19

Mais informações »

Espaço do Leitor...

Espaço do Leitor...
O 'espaço do leitor' é dedicado especialmente para os nossos internautas que deixa sua opinião em uma de nossas postagens sobre os mais diversos assuntos. A escolha do comentário fica a critério do nosso blog e você pode deixar seu comentário se identificando ou não.

Confira o comentário de hoje. Postagem: O atual momento político em Felipe Guerra
Amigos felipenses. A imagem trata-se da ficha de inscrição de Haroldo Ferreira quando do seu ingresso na Casa do Estudante de Mossoró. Podemos observar também que teve um pai ausente. Reparem também que ele era responsável por si mesmo e que ali chegava para cursar educação física, diga-se de passagem, numa Universidade Pública. Naquela residência sentiu fome sem ter como saciar-la, assim como muitos que por lá passaram. Na presidência da Casa construiu refeitório e banheiros e além de se tornar um pedinte em nome dos estudantes se revelou um grande administrador. Quis o destino que viesse a ser prefeito de Felipe Guerra e para provar que sabe administrar tirou a cidade do caos em que se encontrava. Hoje junta-se a Salomão Gomes, um homem com trajetória semelhante e de um caráter indiscutível. Sem sombra de dúvidas, os mais capacitados para continuar comandando nossa cidade. 

O percurso de seus oponentes nas urnas em outubro próximo se fez na direção inversa. Victor Costa JAMAIS trabalhou, enquanto fez faculdade particular de medicina morou em apartamento de luxo e seu pai o mantinha desviando dinheiro público da prefeitura (segundo fontes do Ministério Público) e por isso o chamam filho da corrupção. Seu parceiro de chapa não conhece dificuldades na vida, sempre teve tudo aos seus pés. Ambos desconhece as mãos calejadas do povo pobre de Felipe Guerra e dizem querer transformar suas vidas. Quando dizem que precisamos de transformação ambos ADMITEM que a mudança aconteceu e de fato aconteceu, mas pelas mãos de Haroldo Ferreira! Sei que o voto é democrático e todos tem o direito de errar, mas escolher nunca foi tão fácil e entre essas opções é algo muito simples, basta refletir um pouco.
Gleicigene Bezerra
Mais informações »

Sepultamento do Professor Alcivan Medeiros será neste sábado em Felipe Guerra

Sepultamento do Professor Alcivan Medeiros será neste sábado em Felipe Guerra
Professor Alcivan Medeiros da Silva terá seu sepultamento realizado no próximo sábado em Felipe Guerra
Depois de mais de quatro meses de espera e sofrimento pela família, o Instituto Técnico Científico de Polícia do Rio Grande do Norte (ITEP), liberou o corpo do Professor Alcivan Medeiros da Silva para que haja seu sepultamento.

Após vários problemas de ordem da liberação do mesmo e de acordo com familiares, às últimas homenagens estão acontecendo no próximo sábado(20) pela manhã na cidade de Santana do Matos,onde acontecerá celebração de missa na Igreja Matriz de Sant'Ana.

Já no período da tarde o sepultamento acontecerá no Cemitério Público Municipal de Felipe Guerra, por volta das 17 horas.

Desde o dia 2 de Abril deste ano, o Professor Alcivan Medeiros da Silva teve seu carro Fiat Uno Evolution, de cor preta, ano 2015, placa OWF – 7246, encontrado incendiado na comunidade de Tapuio, na divisa do município de Santana do Matos e Fernando Pedroza, e de conformidade do resultado divulgado pelo Instituto Técnico Científico de Polícia do Rio Grande do Norte (ITEP),ele foi carbonizado também.

Já o principal suspeito pela morte do Professor Alcivan Medeiros da Silva, João Carlos Bezerra da Silva, que morava no apartamento dele, na cidade de Mossoró, há três anos está preso desde o dia 29 de Abril deste ano na Cadeia Pública de Caraúbas,quando o mesmo foi apresentar-se na Delegacia de São Rafael, já tinha um mandado de prisão preventiva expedido contra ele.
Blog do Salomão Medeiros
Mais informações »

Vereadores passam a decidir se candidato a prefeito é ficha limpa

Vereadores passam a decidir se candidato a prefeito é ficha limpa
Comentário de Gilmar Mendes foi feito em julgamento de um caso envolvendo a rejeição das contas de candidatos
Integrantes de tribunais de contas reagiram a uma decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a Lei da Ficha Limpa. O STF determinou que um prefeito só fique inelegível se as contas da gestão dele forem reprovadas pelos vereadores.

Uma declaração do ministro Gilmar Mendes sobre a Lei da Ficha Limpa durante o julgamento provocou críticas. A decisão do Supremo foi por seis votos a cinco. A palavra final não será mais dos tribunais de contas e sim das câmaras municipais.

Se um prefeito tiver as contas rejeitadas, ele só será impedido de ser candidato se dois terços dos vereadores concordarem. Foi uma resposta sobre a Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de quem teve contas reprovadas.

Em pleno debate, o ministro Gilmar Mendes, criticou a Lei da Ficha Limpa. “Esta lei foi tão malfeita que - já disse sem querer ofender ninguém, mas já ofendendo ou reconhecendo, pelo menos - que parece que foi feita por bêbados. É uma lei malfeita”, disse.

Nesta quinta-feira (18), Gilmar Mendes reiterou o que disse. A OAB, que lutou pela Ficha Limpa, criticou o ministro.

Em nota, disse que Gilmar Mendes deveria apoiar iniciativas que aperfeiçoam o sistema eleitoral, e que a linguagem usada por ele não combina com a postura de um magistrado.

Voto vencido, o ministro Luiz Roberto Barroso, defendeu a lei, que nasceu de uma iniciativa popular em 2010.

A lei é boa, acho que a lei é importante e sóbria. Acho que é uma lei que atende algumas demandas importantes da sociedade brasileira por valores como decência política e moralidade administrativa”, declarou Luís Roberto Barroso.

Na eleição passada, 84% das candidaturas barradas na Justiça Eleitoral foram justamente por pendências nos Tribunais de Contas. Agora, pelo menos 6 mil prefeitos e ex-prefeitos, que estavam com suas contas rejeitadas, ficaram liberados para concorrer já nesta eleição municipal.

A Associação dos Tribunais de Contas considerou "um retrocesso" a decisão do Supremo.“É um grande retrocesso. Nós respeitamos a decisão, mas somos contra. Quereremos sensibilizar o Supremo Tribunal Federal através de ações próprias com vistas a ele avaliar”, disse Valdecir Pascoal da Associação de Tribunais de Contas.
Jornal Nacional
Mais informações »

Ex-Prefeito Régis Pascoal fala de sucessão municipal em Felipe Guerra e declara apoio ao Vereador Ronaldo Pascoal

Ex-Prefeito Régis Pascoal fala de sucessão municipal em Felipe Guerra e declara apoio ao Vereador Ronaldo Pascoal
O ex-prefeito de Felipe Guerra e Presidente do Diretório Municipal do Partido Social Democrático (PSD), Régis Pascoal, esteve ontem no período da noite, gravando depoimento para material institucional da campanha do candidato à reeleição a Câmara Municipal de Felipe Guerra, o vereador Ronaldo Pascoal (PSB).

Em um depoimento emocionado, o ex-prefeito de Felipe Guerra, Régis Pascoal que está gradativamente melhor de sua saúde, quando há menos de um mês esteve internado em uma UTI em hospital de Mossoró.

Por motivos de saúde e sob cuidados médicos, ele que vive uma nova fase em sua vida pessoal, tratando-se do momento delicado que viveu devido sua saúde requerer cuidados.

“Não estou me ausentando ou saindo da vida pública e da minha atuação política”, afirmou ele,quando em depoimento falou da importância da sua família,especialmente do seu irmão e vereador Ronaldo Pascoal e da sua irmã, empresária Russineide Pascoal, enaltecendo ainda em seu depoimento um pouco da trajetória da tradicional família Pascoal na história política de Felipe Guerra.

Exemplificou ainda sobre o seu irmão e ex-vereador Railton Pascoal (In Memoriam),quando à época foi eleito com a mais expressiva votação, tudo isso de acordo com ele da história e registro para a posteridade deixado pelo seu pai, ex-prefeito Raimundo Pascoal (In Memoriam).

“No momento que mais precisei a minha família sempre esteve perto e aqui quero agradecer ao meu irmão Ronaldo e minha irmã Russineide que estiveram comigo nesse momento difícil”, ressaltou ele, que está recuperando-se de sua saúde e no decorrer da gravação do material de campanha institucional do vereador Ronaldo Pascoal (PSB), ele mostrou-se visivelmente emocionado quando ao termino da gravação não conteve as lágrimas. 

Além do ex-prefeito Régis Pascoal, hoje a empresária Russineide Pascoal estará gravando depoimento para o material de campanha institucional do vereador Ronaldo Pascoal e outras pessoas que estão sendo convidados.

Neste fim de semana oficialmente o vereador Ronaldo Pascoal estará lançando seu material de campanha e utilizará as redes sociais para levar sua mensagem aos eleitores da cidade de Felipe Guerra, realizando uma prestação de contas de sua atuação no seu primeiro mandato, a exemplo de importantes requerimentos, indicações e projeto de lei de sua autoria na Câmara Municipal de Felipe Guerra.
Fonte: Blog do Salomão Medeiros
Foto: Santana Notícia
Mais informações »

“Os eleitores são, em sua maioria, um bando de pidão”, critica Herval Sampaio sobre cultura da venda de votos nas eleições

“Os eleitores são, em sua maioria, um bando de pidão”, critica Herval Sampaio sobre cultura da venda de votos nas eleições
O juiz Herval Sampaio Júnior criticou fortemente a cultura da venda de votos nas eleições. Segundo o magistrado, grande parte das infrações registradas nos pleitos é cometida pelos próprios eleitores, que, segundo ele, estão banalizando a importância do voto.

“Os eleitores são, na sua maioria, um bando de ‘pidão’. Acabem com essa mania. Vamos pedir para a melhoria da coletividade, da saúde, da segurança pública, da educação, vamos ver quem são os candidatos que têm propostas reais, com plano de governo montado, conhecer o passado de cada um. Vamos escutar, vamos acreditar. Não querer pedir um emprego na Prefeitura, uma vaga em uma empresa terceirizada, um cimento, tijolos, pagar água, luz. Nessa situação quem se prejudica é o povo”, ressaltou.

Herval também pontuou as dificuldades de se constatar o crime da venda de votos, obstáculo que ele enfrentou quando presidiu as campanhas municipais de 2012 e 2014. “O leitor é o maior partícipe dos crimes que acontecem. Vamos acabar com essa ‘marmota’. Em 2012, nós sabíamos que tinha muita gente vendendo seus votos, mas é muito difícil flagrar essas pessoas. Por que? Porque o candidato que compra vai entregar? Não vai. Claro que tem candidatos sérios, que já estão até constrangidos, porque querem levar propostas e encontram os eleitores pedindo tudo”, diz o juiz.

As críticas de Herval também são direcionadas aos políticos que encontram na compra de votos o meio mais fácil de chegar ao poder. “O político que compra o voto não tem compromisso com ninguém, uma vez que o voto não é conquistado com ideias e propostas, aí surge uma estrutura de poder pelo poder. Ilicitamente adquire-se o poder e o exerce também de forma ilícita”, aponta o juiz, que em 2016 não atuará oficialmente na fiscalização da campanha eleitoral, mas garante que estará atento a tudo que acontecer, enquanto cidadão.

“Vou atuar como cidadão, como estudioso do direito eleitoral. Vão dizer que estou mais uma vez querendo ‘aparecer’, podem falar o que quiserem, estarei ao lado do povo para auxiliá-los e da imprensa para evitar distorções. Temos que ter o pensamento social, de melhorar esse sistema político que está totalmente falido, e como se faz isso? Conscientizando sobre a importância do voto”, conclui.
Fonte: Mossoró Hoje
Mais informações »

Médica mossoroense morre em acidente de trânsito na saída de Fortaleza

Médica mossoroense morre em acidente de trânsito na saída de Fortaleza
A médica mossoroense Viviane Teodoro Maltez morreu na manhã desta quinta-feira, 18, em acidente de trânsito quando se deslocava de Fortaleza para Mossoró. Viviane é esposa do também médico Antônio Maltez.

A informação foi confirmada ao Mossoró Hoje pelo Hospital Wilson Rosado.

De acordo com a Polícia Civil de Beberibe, o acidente aconteceu por volta das 9h40 de hoje na entrada de Beberide, no Ceará.

A Polícia Militar informou que houve uma colisão entre veículos e a médica não resistiu. As outras vítimas foram levadas para o hospital da cidade. Capitão Lucinvaldo, da PM de Beberibe, não soube informar quantas vítimas há no total, nem seus nomes.

Hospital Wilson Rosado emite nota de pesar, acompanhe:

O Hospital Wilson Rosado através de seu sócio fundador Bernardo Rosado comunica a seus funcionários, pacientes e a toda sociedade o falecimento precoce da muito querida médica oncologista Dra. Viviane Teodoro, hoje dia 18 de agosto de 2016, em grave acidente automobilístico.

Sensibilizados, solidarizamo-nos com seus familiares e esposo Dr. Antônio Maltez o qual também faz parte do nosso quadro médico.

Bernardo Rosado de Sá, sócio fundador do HWR
Mossoró Hoje
Mais informações »

Cadela que teve dono assassinado no Alto Oeste tem 7 filhotes e está sem lar

Cadela que teve dono assassinado no Alto Oeste tem 7 filhotes e está sem lar
A cadelinha que comoveu os policiais ao “pastorar” o corpo do seu dono em São Miguel, no Alto Oeste, está parida e abandonada. Ela era cuidada pelo agricultor Francisco José dos Santos, que foi assassinado na manhã desta quarta-feira (17), na zona rural do município.

De acordo com o sargento Gentil Melo, o agricultor residia sozinho em uma comunidade afastada. Com sua morte, a cadela, que recentemente deu à luz a sete filhotinhos, ficou sem lar. “É de cortar o coração. A bichinha ficou lá sozinha”, contou o Gentil.

A cadela gostava tanto do dono que, ao chegar no local do crime, os policiais tiveram dificuldade de se aproximar para isolar o corpo. “Para gente isolar a área foi complicado, porque ela ficava rosnando e não deixava ninguém chegar perto”, revelou o sargento.
O agricultor Francisco José foi brutalmente assassinado com pedradas na cabeça no terreiro da residência onde morava. Gentil acredita que ele só foi morto porque a cadela estava amamentando os filhotes por trás da casa.

“Pelo que a gente percebeu lá, se ela estivesse junto dele, ela tinha partido para cima do suspeito”, concluiu o PM.

O sargento não soube informar o nome da cadelinha, mas destacou que ela provou ser a melhor amiga do seu Francisco José.
Fonte: Mossoró Hoje
Mais informações »

Imagem de criança ferida após ataque em Aleppo choca o mundo

Imagem de criança ferida após ataque em Aleppo choca o mundo
Após as fotos do corpo do menino Aylan, morto em uma praia da Turquia quando sua família tentava fazer a travessia do Mar Mediterrâneo, causarem comoção no ano passado, o mundo volta a se chocar com a crueldade do conflito na Síria com a divulgação de imagens de um menino ferido e desorientado recebendo auxílio médico após bombardeios das forças aliadas de Bashar al-Assad em Aleppo.

Ativistas opositores sírios divulgaram nesta quinta-feira (18) imagens de um menino de cinco anos identificado como Omran Daqneesh que viralizaram na Internet. No vídeo, um socorrista tira a criança dos escombros e a leva para uma ambulância, onde é colocada suavemente em uma cadeira.

Omran está coberto de poeira e ensanguentado. Ele parece cansado e atordoado, sem entender a situação. Ele coloca a mão na cabeça e percebe o sangue. Segundo os médicos que cuidaram de Omran, ele passa bem e já recebeu alta. O ataque deixou ao menos oito mortos, entre eles cinco crianças, apontam os ativistas do Aleppo Media Center.

ONU

O enviado especial das Nações Unidas (ONU) para a Síria, o italiano Staffan de Mistura, anunciou a suspensão do programa de ajuda humanitária na região. Por conta dos incessantes ataques em Aleppo, nenhum comboio de ajuda foi capaz de chegar à cidade nos últimos dias.

De Mistura, no entanto, pretende reunir o grupo na próxima semana, em Genebra, para debater a situação, especialmente uma trégua humanitária. “Pedimos uma pausa de pelo menos 48 horas, insistimos nisso para fazer algo que seja minimamente significativo para Aleppo.

Estamos prontos para atuar”, concluiu.
Fonte: IstoÉ
Mais informações »

Candidato a vereador que matou esposa em Mossoró diz que foi sem querer

Candidato a vereador que matou esposa em Mossoró diz que foi sem querer
O candidato a vereador Alberto Sinézio da Silva Melo, suspeito de matar a própria esposa em Mossoró, se apresentou à polícia, na comapnhia de um advogado, na segunda-feira (15) passada e confessou o crime. Ele declarou que matou sem querer e que foi em legítima defesa.

O crime aconteceu na tarde de sábado (13). A jovem Francycris Fernandes, de 24 anos, se envolveu em uma discussão com o esposo e, em determinado momento, tentou feri-lo com um objeto pontiagudo. Neste momento, o candidato pegou uma faca e acertou a sua barriga.

“Ele disse que no empurra-empurra do momento acabou ferindo ela, mas disse que foi sem querer”, informou o delegado Rafael Arrais, responsável pelas investigações.

Após ser atingida, Francycris foi socorrida à Unidade de Pronto Atendimento do Alto de São Manoel e transferida para o Hospital Regional Tarcísio Maia, onde morreu no dia seguinte.

Apesar de confessar o assassinato, o candidato Alberto Sinézio foi liberado, porque livrou o flagrante.

A morte de Francycris Fernandes foi um dos oito feminicídios registrados nos últimos 30 dias no Rio Grande do Norte. Ao longo de todo o ano, segundo o Observatório da Violência (OBVIO), já são 60 assassinatos de mulheres no estado.
Fonte: Mossoró Hoje
Mais informações »

Dilma irá ao Senado para julgamento final do impeachment, diz assessoria

Dilma irá ao Senado para julgamento final do impeachment, diz assessoria
A presidente afastada Dilma Rousseff decidiu que irá comparecer ao julgamento final do processo de impeachment no Senado, informou nesta quarta-feira (17) a assessoria da petista. No entanto, assessores ressaltaram que Dilma ainda não definiu a data na qual irá ao Congresso Nacional. O julgamento está marcado para começar na próxima quinta-feira (25).

Na manhã desta quarta, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse em entrevista coletiva prever que o julgamento final de Dilma se estenderá por quatro dias.

A assessoria de Dilma destacou ao G1 que, no Senado, ela responderá a eventuais questionamentos que forem formulados a ela pelo presidente do Supremo Tribunal Federal(STF), ministro Ricardo Lewandowski, pelos senadores, pela acusação ou pela defesa. Lewandowski comandará o julgamento no plenário do Senado.

Ele sinalizou ainda que, assim como defende Lewandowski, o julgamento deverá ser interrompido na próxima sexta (26) e será retomado somente na segunda-feira seguinte, sem sessões no final de semana.

Renan se reuniu na manhã desta quarta com o presidente do STF e com os líderes partidários do Senado para discutir e definir o cronograma do julgamento e procedimentos que terão de ser seguidos pelos senadores, pela acusação e pela defesa.

Segundo o colunista do G1 Matheus Leitão, o roteiro sugerido por Lewandowski prevê que Dilma terá 30 minutos para se manifestar livremente no plenário do Senado antes de começar a ser interrogada. O prazo de defesa da presidente afastada poderá ser prorrogado a critério de Lewandowski.

O roteiro do presidente do STF prevê que ele próprio, os senadores, a acusação e a defesa terão até 5 minutos cada para questionar a petista. Ela, no entanto, tem o direito de ficar calada diante das perguntas.

Carta a Nação

Na mensagem, ela também propõe a realização de um plebiscito para consultar o eleitorado sobre uma eventual antecipação das eleições presidenciais de 2018.

Dilma Rousseff divulgou nesta terça-feira (16) uma carta intitulada Mensagem ao Senado e ao Povo Brasileiro na qual ela diz ter acolhido com "humildade" críticas duras que ouviu nos últimos meses a erros cometidos e a políticas que não foram adotadas pelo seu governo.

Fonte: G1
Mais informações »

Prefeito radicaliza, chama jornal de merda e acusa adversária de improbidade

Prefeito radicaliza, chama jornal de merda e acusa adversária de improbidade
Se havia expectativa de que a campanha eleitoral deste ano em Mossoró fosse judicializada, os fatos do processo inicial começam a oferecer opções de contestações jurídicas por todos os lados. Uma matéria publicada no Jornal de Fato, edição do dia 14 de agosto, revelando, com dados da Justiça Eleitoral baseados na declaração de bens do prefeito Francisco José Júnior(PSD) o crescimento do seu patrimônio, provocou a fúria do prefeito.

Usando sua página no Facebook, o prefeito Francisco José Júnior chamou o diário de “jornalzinho de merda” e alardeou que a publicação, que estaria a serviço da sua principal adversária, no caso, a ex-governadora Rosalba Ciarlini(PP), não merecia crédito.

Na oportunidade, aproveitou para alvejar a adversária e atingir a família Rosado como um todo, notadamente os que passaram pelo poder. “Não sou eu que meus bens estão bloqueados nem tenho condenação por improbidade”, reagiu, citando processos envolvendo Rosalba na questão do Arena das Dunas, e ainda acusou outros membros da família de terem clínicas na Alemanha e de terem adquirido negócios como concessionárias e outros.

O prefeito procurou esclarecer que o seu patrimônio vem dos tempos em que atua na vida púbica há 16 anos e da sua participação em empresas de eventos e restaurante. Segundo o Jornal de Fato, em matéria que tem como intertítulo “o milagre”, o patrimônio declarado pelo prefeito evoluiu de R$ 194 mil reais em 2014 para R$ 1.080.000,00 em 2016. A evolução em dois anos seria de 557%, e que a justificativa de Francisco José Júnior foi de que esse crescimento se devia a fruto de aplicações financeiras.

Ao se dizer perseguido pelo jornal, o prefeito Francisco José Júnior ainda envolveu o empresário Tião Couto, Tião da Prest, que é candidato do PSDB igualmente a prefeito e declarou à Justiça ter patrimônio de cerca de 38 milhões. O prefeito enfatizou que o empresário declarou esse volume de bens “ e ninguém disse um pio”.

A fúria do prefeito Francisco chegou aos bastidores do Jornal de Fato. “Me senti agredido” disse um funcionário do jornal, acrescentando ser esse o sentimento de outros empregados do diário que não tem nada a ver com questões levantadas pelo comando do jornal.  “Independentemente da política, havia até simpatia por aqui pela sua candidatura, mas ele nos agrediu”.
Fonte: Rede News 360
Mais informações »