[leia] Chuva traz esperança de bom Inverno.

Foto Thiago Gama
Começaram a cair as chuvas e com isso nascem as esperanças de um bom período para os agricultores que tanto sofreram nos últimos anos com a grande seca matando os animais de sede e de fome. Em um período de estiagem como esse, toda e qualquer chuva é sempre bem vinda ao nosso sertão.

Após um período de longa estiagem com conseqüências desastrosas para o homem de campo e para os habitantes da cidade, onde até a economia e diversos setores foram afetadas, as últimas chuvas caídas ontem (13) na região trouxeram ao mesmo tempo alegria para o homem do campo.

7 comentários:

Anônimo disse...

AMIGO THIAGO POR QUE OS ATUAIS AGENTES DE ENDEMIAS ESTAO AINDA TRABALHANDO SE ELES ESTAO INRREGULAR POR QUE AINDA NAO FORAM DEMITIDOS SE ELES SAO DA OPOSIÇAO SO ESTOU PEDINDO UMA EXPLICAÇAO SERA SE NAO FOSSE OS BICUDOS NAO ESTARIAM FORA NO PRIMEIRO DIA CASO HIOLANDA TIVESSE GANHADO E SO UMA INDAGAÇAO POIS NAO TO ENTENDENDO HAROLDO JA NAO ERA PARA TER DEMITIDO ELES ?
PARABENS PELO BLOG SWOU

Anônimo disse...

POR QUE OS ATUAIS AGENTES DE ENDEMIAS EM FELIPE GUERRA NAO FORAO DEMITIDOS DESDE 2011 QUANDO O MINISRERIO PULBLICO DA COMARCA DE APODI RECOMENDOU ATE SOB MULTA DE 1 POR CENTO DO DALARIO DO TEZOURO MUNICIPAL A RECOMENDAÇAO FOI NO TEMPO TA GESTAO PASSADA NAO TA NA HORA DO MP DO RN MANDAR OUTRA RECOMENDAÇAO VISTO QUE A ADMINISTRAÇAO E OUTRA POIS OS ATUAIS AGENTES ESTAM INRREGULAR OLHE A RECOMENDAÇAO DE 2011 Terça-feira, 5 de julho de 2011

O Ministério Público firmou um Termo de Ajustamento de Conduta com a prefeitura municipal de Felipe Guerra para que os Agentes de Combate às Endemias que atuam na cidade, sejam contratados através de Concurso Público.
Segundo informações da prefeitura, os atuais ocupantes dos cargos passaram por "processo seletivo simplificado, sendo contratados em caráter temporário e na condição de estágio profissionalizante remunerado". Mas isso fere a Lei nº 11.350/06, que estabelece que a contratação desses servidores públicos deverá ser feita através de Processo Seletivo Público de Provas ou de Provas e Títulos.
Proposto pela Promotora de Justiça Kaline Cristina Dantas P. Almeida, o Termo estabelece que a prefeitura encaminhe projeto de lei à Câmara Municipal até o dia 10 de agosto, criando o número de vagas a serem preenchidas.
Com a promulgação da Lei, o executivo municipal terá um prazo de 20 dias para abrir licitação e contratar a empresa responsável pelo concurso. Após esse processo, deverá publicar o edital do concurso sem incluir qualquer regra que beneficie os atuais ocupantes dos cargos. A contratação dos aprovados será feita imediatamente após a homologação do resultado.
Caso descumpra o Termo, a prefeito do município será multado em 1% no valor de seu salário, por dia de descumprimento.
Mais informações através do endereço eletrônico www.mp.rn.gov.br. haroldo tem mais inrregularidades ai parabens haroldo pelo começo que os felipenses abram a cabeça de anos de escuridao

Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte
www.mp.rn.gov.br
MPRN - Ministério Público do Rio Grande do Norte

Thiago Gama disse...

Amigo,

Esse caso é de 2011, e nessa época tudo era possível na nossa cidade. A justiça passava pelo poço Tilon e voltava.

Eu conheço alguns agentes de endemias, e não tenho nada contra eles. Porém falando de forma geral (Não só nesse caso citado) se estão trabalhando de acordo com a Lei, ele podem ficar socegado, caso contrário, ainda vai rolar água por baixo da ponte.

Vlew

Anônimo disse...

PARA OS QUE ESTAO ATRAS DE ENTRAR NAS VAGAS DE AGENTES DE ENDEMIAS.
VEJA O QUE DIZ A LEI:
EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 51, DE 14 DE FEVEREIRO DE 2006
Acrescenta os §§ 4º, 5º e 6º ao art. 198 da Constituição Federal.
As Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, nos termos do art. 60 da Constituição Federal, promulgam a seguinte Emenda ao texto constitucional:
Art. 1º O art. 198 da Constituição Federal passa a vigorar acrescido dos seguintes §§ 4º, 5º e 6º:
"Art. 198. ........................................................
........................................................................
§ 4º Os gestores locais do sistema único de saúde poderão admitir agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias por meio de processo seletivo público, de acordo com a natureza e complexidade de suas atribuições e requisitos específicos para sua atuação.
§ 5º Lei federal disporá sobre o regime jurídico e a regulamentação das atividades de agente comunitário de saúde e agente de combate às endemias.
§ 6º Além das hipóteses previstas no § 1º do art. 41 e no § 4º do art. 169 da Constituição Federal, o servidor que exerça funções equivalentes às de agente comunitário de saúde ou de agente de combate às endemias poderá perder o cargo em caso de descumprimento dos requisitos específicos, fixados em lei, para o seu exercício." (NR)
Art 2º Após a promulgação da presente Emenda Constitucional, os agentes comunitários de saúde e os agentes de combate às endemias somente poderão ser contratados diretamente pelos Estados, pelo Distrito Federal ou pelos Municípios na forma do § 4º do art. 198 da Constituição Federal, observado o limite de gasto estabelecido na Lei Complementar de que trata o art. 169 da Constituição Federal.
Parágrafo único. Os profissionais que, na data de promulgação desta Emenda e a qualquer título, desempenharem as atividades de agente comunitário de saúde ou de agente de combate às endemias, na forma da lei, ficam dispensados de se submeter ao processo seletivo público a que se refere o § 4º do art. 198 da Constituição Federal, desde que tenham sido contratados a partir de anterior processo de Seleção Pública efetuado por órgãos ou entes da administração direta ou indireta de Estado, Distrito Federal ou Município ou por outras instituições com a efetiva supervisão e autorização da administração direta dos entes da federação.
Art. 3º Esta Emenda Constitucional entra em vigor na data da sua publicação.
Brasília, em 14 de fevereiro de 2006
OBS: TODOS OS AGENTES DE ENDEMIAS DE FELIPE GUERRA ESTÂO AMPARADO NESSA MESMA EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 51 DE O4 DE FEVEREIRO DE 2006. TODOS FORAM CONTRATRADO ANTERIOR A ESSA MESMA LEI, ATRAVES DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO, COMO VOCES MESMOS OBSERVARAM NA RECOMENDAÇÃO DO MINISTERIO PUBLICO.

Anônimo disse...

nao entedi o comentario thiago pode falar de outra forma ?

Anônimo disse...

É interessante os comentários atuais na cidade de felipe guerra. No caso "agentes de edemias", o cidadão do comentário citando um texto constitucional para embasar sua defesa. Tempos bons esse não é pessoal! em que os cidadãos recorre a seus direitos definidos em leis e não a seus "favores políticos", pois quando era a um tempo atraz não existia lei por aqui, ou se existia, passavem por cima dela. Digo isto porque se fosse no governo Braz Costa esses agentes de edemias ( se fossem bicudos ) a muito tempo que eles estariam no olho da rua!

Anônimo disse...

Que processo seletivo simplificado foi esse que só botou bacural? E ainda falam em perseguisão política hoje. Então o processo foi simples? Os de Governador dix-sep Rosado sairam e os daqui só depende do prefeito, todos nós sabemos disso e pelo andar da carruagem eles vão mesmo sair e a unica coisa que podem fazerem é buscar na justiça seus direitos trabalhistas que deve sair em um prazo de 10 anos. Mias simples para me é entender que no Brasil só existe estabilidade através e concurso publico, o resto cai por terra assim se queira.

Tecnologia do Blogger.