[leia] Promotor garante almoço e que há uma equipe cuidando dos Animais que serão Abatidos.

O promotor Sílvio Brito, da 2ª Promotoria de Apodi, garante que a degustação da carne de jumento marcada para hoje vai acontecer. A ideia é que a carne dos animais apreendidos nas rodovias seja inserida na alimentação de presidiários e posteriormente na alimentação oferecida nas escolas.

O almoço marcado para hoje deve reunir prefeitos, vereadores, promotores, juízes, representantes da comunidade e diretores de unidades prisionais de Caicó, Pau dos Ferros, Mossoró e Apodi, e também a imprensa.

Para o promotor, a degustação é uma campanha educativa para mostrar a todos que a carne é apropriada ao consumo humano. "Ninguém vai ser obrigado a comer. É uma campanha educativa para que esses animais tenham alguma finalidade. O jumento já foi a ferramenta de trabalho e hoje está obsoleto. Foram abandonados nas estradas", afirma.

Sobre as críticas e pressão das Organizações Não Governamentais de Proteção animal, como a Defesa da Natureza e Animais (DNA), o promotor considera demagogia. "Eles nunca fizeram nada por esses animais", diz.

Sílvio Brito também afirma que os animais não são propriedades dele e que os protetores podem inclusive levá-los. "Quem critica, que venha e faça melhor. O almoço vai acontecer. Retirar esses animais das estradas talvez tenha salvo três ou cinco vidas humanas", diz.

O promotor garante que há um chefe da Vigilância Sanitária e um veterinário monitorando os animais. No entanto, Silvio não revela nomes dos profissionais envolvidos, segundo ele, não irá divulgar para que os protetores não possam procurar os profissionais para "intimidá-los".

O jumento que será servido hoje no almoço, foi abatido ontem, segundo ele, seguindo todas as regras. "O animal foi levado duas horas antes para o local do abate para evitar estresse. Tudo com manda o figurino, de acordo com as exigências", ressalta. Ele afirma também que o animal morto ontem passou quatro meses em observação e foi examinado vários vezes antes e no momento em que seria abatido.
Fonte: Gazeta do Oeste

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.