Pesquisar....

Coluna Artigo & Opinião por Gleicigene Bezerra: 'Balaio de Gato'.

gleicigene@gmail.com
O desenrolar dos apoios aos postulantes à governadoria do Rio Grande do Norte, Henrique Alves (PMDB) e Robinson Faria (PSD) em Felipe Guerra, transformou-se num verdadeiro balaio de gato. O atual prefeito Haroldo Ferreira, deu um nó na oposição ao declarar apoio ao primeiro pensando sair vitorioso e assim poder angariar benefícios para o nosso município. 

Já a oposição, tentando desatar o laço está o apertando cada vez mais, adotando uma tática que futuramente poderá ser um tiro no próprio pé. Até o mais leigo cidadão em política consegue perceber o que está tramando a desnorteada oposição Felipense: enquanto uma esfacelada boiada tangida pelo ex-prefeito Hugo Costa votará em Robinson Faria (PSD), o ex-prefeito Brás Costa comandará uma facção dizendo votar em Henrique Alves para não entregar o PMDB, quando na verdade votará por debaixo dos panos em Robinson Faria, porque o que interessa mesmo é o poder local.

Mas existe uma pulga atrás da orelha de muita gente, será que a oposição está querendo somente segurar o PMDB ou a ferida causada pela derrota nas últimas eleições ainda está aberta de forma tal que a ex-candidata Iolanda Tavares não está degustando muito bem a mesma iguaria que Hugo Costa? Portanto não se assustem, no balaio que está sendo confeccionado hoje, pode refletir inclusive para 2016,e neste pode sobrar gato, ou melhor, gata! Agora matute comigo novamente caro leitor: Hugo Costa, nunca elaborou um projeto político que não atropele ou mate politicamente alguém, que o diga a própria Iolanda Tavares e seu esposo Ailton Costa, que saíram feridos, já o ex-vice-prefeito Luzimar e o ex-candidato Assis Domingos, ambos pereceram politicamente. 

Se as decisões para as eleições de outubro próximo são um reflexo para 2016, e se Reginaldo Pascoal já está pousando em foto ao lado de Hugo Costa dando indícios de que estarão no mesmo palanque futuramente,uma coisa é certa: teremos mais vitimas sucumbindo na esfera política e, na guerra por sobrevivência política em Felipe Guerra, existe uma hiena preparada pra dar o bote na ex-candidata Iolanda Tavares aniquilando-a de uma vez por todas. Esta por sua vez, se quiser sair do pântano e sobreviver na política, terá que deixar a paixão de lado, aliar-se ao prefeito Haroldo Ferreira, vingar a covardia que lhe fora feita e inverter os papéis, deixando de ser presa fácil, ou uma simples boneca usada e passando à leoa indomável. E ao que tudo indica, o primeiro passo está sendo dado, apoiando Henrique Alves para governador do Estado juntamente com o prefeito Haroldo Ferreira.

                                                                           RÁPIDAS
O grupo de oposição Felipe Guerra está tentando fazer um giro e na verdade está fazendo um jirau quanto às decisões visando às eleições de outubro próximo. Vôte!

A oposição de Felipe Guerra caminha para perder peças importantes num futuro próximos. Peças que não se encaixam num projeto político elaborado pelo ex-prefeito Hugo Costa. Quem viver verá.

Escrevi aqui nas primeiras edições: na política tudo é possível, portanto não se surpreendam ao verem em 2016, um palanque com Iolanda Tavares ao lado de Haroldo Ferreira, sendo visitado pelo governador Henrique Alves. A política não é só negócio, existem magoas também!

A vereadora Joedna Canela assinou o projeto para construção de 50 unidades habitacionais que serão construídas em um terreno doado pelo prefeito Haroldo Ferreira. A vereadora deixou a politica de lado e mostrou seu compromisso em querer melhorar a vidas das pessoas do município. Só os doentes políticos não enxergam assim!

Por falar na vereadora Joedna Canela, algumas pessoas na Santana dizem que não votarão nela novamente. Bom, isso é algo que não dar para entender, pois seu desempenho no legislativo é um dos melhores. Como entender meus conterrâneos?

O programa Espaço Livre, aos domingos, ao meio dia, na FM Liberdade 104,9, comandado por Geraldo Fernandes e com a minha participação, viveu sua segunda edição e deu muito que falar, simplesmente porque falamos algumas verdades. É como Geraldo costuma dizer: se não quiser ouvir, desligue o rádio.

O próprio nome do programa diz tudo: “Espaço Livre”. Se alguém se sentiu ofendido, o espaço está livre proporcionando o direito a resposta. Só um detalhe amigo; vá munido de argumentos porque contra os fatos eles não existem. Vamos lá, educadamente debater o passado e o presente, comparar gestões e o que está certo ou errado em nosso município.

Quero aqui agradecer, ao grande jornalista Chico Costa, pelas palavras dirigidas a minha pessoa em forma de elogio. Obrigado e felicidades sempre.

Já disse aqui: caso o Santanense Marcos Aurélio, leve a frente seu projeto de ser candidato a vereador em Felipe Guerra, reunirá grande chance de se eleger. Quem ganhará com isso será a sociedade Felipense, pois terá em seu legislativo um homem de caráter e muito trabalhador.

Valha-me Nossa Senhora, Mãe de Deus de Nazaré! A vaca mansa dá leite, a braba dá quando quer. A mansa dá sossegada, a braba levanta o pé. Já fui barco, fui navio, mas hoje sou escaler. Já fui menino, fui homem, só me falta ser mulher. (Auto da Compadecida) A literatura brasileira está de luto com a perda do grande Ariano Suassuna. Tive a satisfação de conhecê-lo pessoalmente numa edição da feira do livro em 2009 na cidade de Mossoró.

Depois que o Itamaraty disse que os ataques de Israel a faixa de gaza eram desproporcionais, o ministro das relações exteriores de Israel, Yigal Palmor, respondeu ao governo brasileiro ironicamente; disse ser o Brasil um anão diplomático e desproporcional era 7 x 1 numa partida de futebol. É pra ri ou pra chorar?

Mais um que sempre ler essas linhas, meu amigo e conterrâneo Aldízio Batista, Santanense da gema. Aldizio é filho de Dona Lizete (professora aposentada) e do saudoso David Canela. Reside em Santa Maria do Pará e, é funcionário do Banco do Brasil. Exemplo de pessoa honesta que conseguiu melhorar de vida por seus próprios méritos. 

Finalizando mais uma e ouvindo: “Carcará”, música de João do Vale, na voz inconfundível do grande Zé Ramalho.

Carcará
Lá no sertão
É um bicho que avoa que nem avião
É um pássaro malvado
Tem o bico volteado que nem gavião
Carcará
Quando vê roça queimada
Sai voando, cantando,
Carcará
Vai fazer sua caçada
Carcará come inté cobra queimada
Quando chega o tempo da invernada
O sertão não tem mais roça queimada
Carcará mesmo assim num passa fome
Os burrego que nasce na baixada
Carcará
Pega, mata e come
Carcará
Num vai morrer de fome
Carcará
Mais coragem do que home
Carcará
Pega, mata e come
Carcará é malvado, é valentão
É a águia de lá do meu sertão
Os burrego novinho num pode andá
Ele puxa o umbigo inté matá
Carcará
Pega, mata e come
Carcará
Num vai morrer de fome
Carcará
Mais coragem do que home
Carcará.

FAMILIA FELIPENSE, FELICIDADES SEMPRE.
Publicidade
BERIKAN KOMENTAR ()