Pesquisar....

Acesso da entrada e saída de Felipe Guerra pela 405 terá dua faixas.

O Governo Municipal de Felipe Guerra através do seu prefeito Haroldo Ferreira (PROS) conseguiu mais uma importante obra para a melhoria de qualidade de vida e facilidade dos habitantes do município, principalmente os que trafegam através de veículos e motocicletas.

Junto ao Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes – DNIT, principal órgão executor do Ministério dos Transportes, com a execução da obra na responsabilidade da empresa Construtora Luiz Costa (CLC) e contrapartida da Prefeitura Municipal, o prefeito Haroldo Ferreira informa que importante benefício na área de infra-estrutura rodoviária e de tráfego deverá ter início nesta segunda feira, dia 18.

Trata-se da implantação de duas faixas: Uma de aceleração e outra de desaceleração, na intercessão da BR 405 com a RN 042 a altura de Poço Tilon, especificamente na entrada de Felipe Guerra. O prazo de execução dos serviços será de no máximo 30 dias, é que informa o engenheiro-residente da BR 405 da empresa CLC LTDA - Gledson Pied da Costa.

O Prefeito tomou esta importante iniciativa após receber vários pleitos de residentes em Felipe Guerra e Região, pois esta importante obra de infraestrutura rodoviária irá melhorar e facilitar consideravelmente o tráfego de veículos no sentido Felipe Guerra- Apodi e Felipe Guerra – Mossoró e demais cidades da região”, comentou o engenheiro-residente Gledson Pied da Costa. 

O prefeito Haroldo Ferreira através desta obra diz que vai ficar tranqüilo que os riscos de acidentes nestes trechos das duas rodovias, uma federal e outra estadual, com certeza irão diminuir. Nos últimos meses alguns acidentes com vítimas aconteceram exatamente onde o benefício será edificado.

Outro ponto evidenciado pelo prefeito Haroldo Ferreira é que o acesso dos que visitam Felipe Guerra, notadamente na visitação aos seus pontos de atração turística, terá também considerável melhoria e como conseqüência o fluxo na economia de Felipe Guerra também terá reflexos positivos.

“Sem contar que durante a duração da obra, a mão de obra envolvida e toda a sua estrutura de maquinário irão consumir e com certeza o que estiver disponível no setor comerciário e industrial do nosso município será aquecido economicamente”, constata o prefeito Haroldo Ferreira.
Informações: Assecom
Publicidade
BERIKAN KOMENTAR ()