Pesquisar....

Erinaldo Silva comunica desligamento do grupo de Oposição em Felipe Guerra.

O radialista Erinaldo Silva, publicou na tarde desta terça-feira (14), em sua página na rede social Facebook, uma nota anunciando o seu desligamento do grupo de Oposição no município de Felipe Guerra. Erinaldo é um dos principais críticos á administração do prefeito Haroldo Ferreira, e apoiou juntamente com sua família a candidatura de Robinson Faria (PSD) ao governo do RN, no 1º turno. Agora deverá ficar "neutro".

Ele se desligou do grupo de oposição após sofrer, segundo ele, 'traições e falsidades', por parte dos que fazem oposição na Santana, onde Erinaldo Silva tinha anseios políticos, para 2016. 

Erinaldo é um exemplo de muitos, que deixaram o grupo da oposição por causa da falta de respeito e consideração com seus próprios eleitores e aliados, da parte daqueles que tomam as decisões com base na ambição pelo poder, e deixam seus eleitores e liderados em último plano.

Veja a nota na Íntegra:

Amigos e amigas, cidadãos e cidadãs felipenses, venho a público COMUNICAR, em caráter DEFINITIVO, o meu DESLIGAMENTO do grupo de Oposição no município de Felipe Guerra, comandado pelos ex-prefeitos Braz Costa e Hulgo Costa.

Pelas razões que passo a expor.

1º - Aqueles que acompanham a minha trajetória na política local sabem! Vai contra os meus princípios éticos e morais, defender a volta das tradicionais famílias, ao comando dos rumos do nosso município. Estas famílias alternaram-se no poder, em nossa cidade, durante décadas, causando-nos prejuízos irreparáveis.

2º - O povo de Felipe Guerra recorda muito bem, à luta travada pela minha pessoa, juntamente com alguns vereadores felipenses, contra o sistema governista anterior, quando me doei a um trabalho investigativo sério é árduo, que resultou na deflagração da Operação denominada "Ave de Rapina", que antecipou o fim daquele sistema governista.

3º - Após romper com o atual governo municipal, de fato me permiti a uma aproximação com aqueles com os quais por anos me digladiei. Obviamente buscando me fortalecer para seguir lutando contra os modelos retrógrados de governo, que insistem em se perpetuar em nossa amada cidade. Desta forma, optei por lutar para consolidar a ALTERNÂNCIA DE PODER em Felipe Guerra.

4º - Por me permitir a essa aproximação, até qui fui incompreendido pelos meus amigos, pelas pessoas as quais haviam passado a me admirar. Mesmo assim cheguei a avançar bastante com um posicionamento que realmente vai contra os meus princípios. Em troca, o que até aqui recebi foi, mais TRAIÇÕES e FALSIDADES.

5º - Simplesmente o grupo de Oposição, comandado pelos ex-prefeitos, jamais esquecerão que, Erinaldo Silva, foi peça fundamental no processo que os retirou do poder. A Política é a arte de "engolirmos sapos", mas pelo visto, há exceções, e para o grupo dos ex, eu sou uma delas.

6º - Apesar do fato de que, realmente busquei me afinar com o grupo de Oposição, a recíproca não conseguiu tornar-se verdadeira. Logo nos primeiros momentos de decisões e definições, já me senti discretamente excluído. NINGUÉM me consultou no que diz respeito as escolhas. Simplesmente me apresentaram "pacotes prontos", como se fosse obrigação minha, aceitar mui grato.

7º - Passado o primeiro turno, veio a "facada pelas costas". O senhor Hulgo Costa, juntamente com os senhores Airton Menezes (Bacabá) e 'Antonio de Louro', se reuniram na vizinha cidade de Apodi, onde pelas minhas costas, ofereceram apoio ao pré-candidato a vereador, Marcos Aurélio, para 2016. Simplesmente IGNORARAM meus anseios políticos dentro do grupo.

8º - Ao tomar conhecimento, bati de frente com os mentores desta TRAIÇÃO, que mesmo desmascarados, foram em frente com o acordo, mas deixando-o "oculto" até o dia da 26 do corrente mês, para assim evitar meu desligamento do grupo, antes do 2º turno das Eleições que seguem.

9º - Ontem, foi a gota d'água. Em meio a algumas lideranças do grupo, tentei alertá-los para a realidade atual das Eleições em Felipe Guerra, no que diz respeito ao resultado que virá das urnas, dia 26. Nesta ocasião, um cidadão extremamente ignorante, teve a ousadia e o desrespeito de me gritar. Mandou-me calar-me, e ainda disse: "você só sabe conversar merda".

10º - Diante do exposto, eu quero finalizar as minhas justificativas, deixando claro: o que me mantem em um grupo político, além da compatibilidade de IDEAIS, defendidos por este, é o RESPEITO e a CONSIDERAÇÃO. O que de fato não há naquele grupo político, para com a minha pessoa. Por isso não tenho quaisquer razão para permanecer ligado ao mesmo.

Peço sinceras desculpas aos poucos amigos VERDADEIROS, que conquistei dentro do referido grupo.
BERIKAN KOMENTAR ()