Pesquisar....

Coluna Artigo & Opinião por Gleicigene Bezerra: ''Que diferença dos Alves, os Costas tem? ".

gleicigene@gmail.com
O povo do Rio Grande do Norte disse não ao acordão e o sonho de Henrique Alves (PMDB) chegar à governadoria foi por água a baixo. Foi uma verdadeira onda do NÃO nos principais colégios eleitorais do Estado. O RN viverá um novo cenário político sem os grandes no poder. O povo Potiguar, em duas visitas as urnas disse não aos Rosados e aos Alves. Agora nos resta torcer para que os compromissos de campanha sejam cumpridos. Pois bem, voltemos ao Henrique Alves. 

A sua derrota nas urnas deu-se devido seu alto índice de rejeição, algo que jamais será alcançado por outro político. Nome difícil para se apoiar, Henrique Alves fez carreira política desde sua adolescência e ficou marcado pelo seu envolvimento em diversos escândalos. Então chegou o momento em que o povo simplesmente não mais o aceitou. Como eu disse no inicio, foi uma onda do NÃO, e Felipe Guerra entrou nela. Essa onda mostrou que aos poucos, o povo está excluindo da política pessoas que querem fazer dela profissão. 

Para o Prefeito Haroldo Ferreira, apoiar um nome rejeitado como do Henrique Alves não foi nada fácil. Os que votaram 15, o fizeram por Haroldo Ferreira e por questões partidárias, pois Henrique Alves não se digeria muito bem. Analisando a política local, vejo a paixão partidária aflorando os ânimos e causando miopia inclusive nos mais eruditos. Vejo ainda um povo que disse NÃO aos Alves, mas defendem a volta dos Costas ao poder local, algo ridículo para quem se diz instruído. “Que diferença dos Alves os Costas tem? Espere ai que eu vou dizer meu bem”. É que os Alves, vez por outra estão envolvidos em escândalos como desvio de dinheiro público. Os Costas? Não! Aqui o prefeito nunca foi afastado devido ao desvio de dinheiro publico. A Ave de Rapina foi um equivoco do Ministério Público. 

Os Alves fizeram da política profissão e enriqueceram desonestamente, já os Costas, não! Os Costa assim como eu, ainda carregam nas mãos as marcas dos calos provocados por anos de trabalho pesado. Os Alves introduziram seus parentes na politica, os Costas? Não! Eles passaram o bordão do poder para outra família. Claro que em ambas as famílias, meus amigos, existem pessoas honestas cujas vidas não fazem parte de atos ilícitos. Se vocês Felipenses disseram não aos Alves, porque sim aos Costas? Se a vitória do candidato Robinson Faria (PSD) foi um passo a frente, resgatando os Costas daremos dois para trás. 

Agora caro leitor, permita-me deixar a ironia de lado. Adentrarei um pouco sobre a política local. O Doutor Vitor Costa, desconhecedor das bobagens que fez seu pai enquanto prefeito desta cidade – pois ainda era criança - anda usando sua pagina do Facebook para denegrir a gestão do atual prefeito. Veja minha gente, o Doutor Vitor Costa, disse que sua educação foi digna. Nossa que comovente isso! Que eu saiba digna foi à formação do professor Hailto do Brejo, que para concluir sua faculdade, por anos plantou arroz no Rio Apodi/Mossoró.O meu Doutor, como é chamado Vitor Costa pelos seus seguidores, disse ainda que um homem público deve estar preparado para as criticas, mas esqueceu de dizer isso ao seu pai, que me prometeu tirar o fígado se eu continuasse escrevendo sobre ele. Vitor Costa, até é boa pessoa, mas se desejar alcançar sucesso em sua carreira política terá que começar se livrando do sobrenome COSTA, assim como Roseane se livrou no sobrenome Sarney. 

Terá ainda que deixar de se expor nas redes sociais evitando assim desgaste, terá que propor um recomeço e pedir uma nova chance ao povo para corrigir os erros que seu pai e Brás Costa cometeram ao longo dos anos. Toda vez que for falar em público, deve evitar dizer que Haroldo Ferreira é um ditador, porque és filho do pior de todos. Haroldo Ferreira, nunca desafiou a polícia e nunca espancou fisicamente nenhum cidadão Felipense em praça pública, episódios praticados por alguém que toda Felipe Guerra conhece. Segundo o Ministério Público, politicamente, os Costas (os políticos) são fichas sujas e, quem se alia aos sujos, suja-se. 

No enredo da política Felipense, Vitor Costa nada mais é do que um príncipe filho de um rei que não mede esforço para chegar ao poder e que, se preciso for, trai inclusive a família real. Não adianta dizer que não se deve olhar para o passado, pois eu, enquanto Historiador que pretendo ser, diga-se de passagem, trabalhando honestamente para tal, não abro mão do passado, nele encontro respostas para o presente, pensando assim, planejo o futuro, e o futuro dessa terra só será brilhante sem COSTAS no poder. Não adianta Doutor Vitor Costa, falar mal da atual gestão nas redes sociais, porque os seguidores do prefeito lhe responderão dizendo que tu és filho da pior de todas. Calado és um poeta. Vou deixar a parte das perseguições para próxima e, quando eu relatar as mesmas, verão quem de fato é perseguidor. Ao nosso Governador Robinson Faria, boa sorte, vai precisar.

RÁPIDAS

Segundo o Filósofo Grego, Aristóteles, é fácil evitar as críticas, “não diga nada, não faça nada, não seja nada”. Absorvendo essa lição, jamais sairemos pelas ruas tentando matar alguém.

Fazer o Bicudo votar no 15, nas eleições de segundo turno, foi o maior feito do prefeito Haroldo Ferreira. Agora é corrigir os erros e começar a administrar como tem que ser. De nada adianta sonhar com uma Felipe Guerra para todos, porque todos não vão querer. Está provado!

Na oposição, ninguém mais fala em Iolanda Costa. Edivaldo Barbosa estava mesmo certo quando me falou que esta se conformará com um simples cargo, caso a oposição volte ao poder. Vai esquecer o mal que lhe causaram. Podem apostar.

Uma senhora Felipense, cujo esposo passou mais de dez anos recebendo da Prefeitura sem dar expediente, o que se configura abandono de emprego, vivia reclamando que o ex-prefeito Brás Costa ficava seis meses sem pagar. Agora vai as redes sócias dizer que nunca precisou da prefeitura. Detalhe, Haroldo Ferreira poderia ter pedido sua exoneração. É mole?

Os Felipenses que moraram na Casa do Estudante de Mossoró e que votavam na época em Hugo Costa, então prefeito, tinham suas mensalidades pagas à instituição pela Prefeitura desta cidade. O valor era de dez reais, mas os que eram oposição, como era meu caso, de Paulo André, Pedro André, Suedney entre outros tinham que lavar banheiro, lavar as galerias e servir comida para pagar. Dez reais sim, é uma quantia pífia.

Após as eleições, alguns que fazem parte da oposição em nossa cidade, acreditam que o futuro Governador Robinson faria, fará de tudo para cassar o prefeito Haroldo Ferreira. Tamanha ignorância e falta de conhecimento só se ver mesmo na terra das abelhas.

Na terra das Abelhas, além dos professores João Paulo e Elias Bernardino, conheço mais doze pessoas que votaram 55 no último domingo, porém jamais votarão num projeto político que tenha como objetivo trazer os COSTAS de volta ao poder. Conhecimento é outra coisa minha gente. 

Na visita do candidato eleito Robinson Faria (PSD) a nossa cidade, foram feitos dois discursos digno de boas risadas; primeiro o ex-vereador Regis Pascoal chamou Haroldo de prefeito ditadozinho e forasteiro, já o ex-prefeito Hugo Costa, disse que os salários dos servidores públicos estavam atrasados. Detalhe, nas gestões de Hugo Costa, pagava-se apenas a metade do salario mínimo e, mesmo assim ainda atrasava. É brincadeira?

O Vereador e Presidente da Câmara Municipal, Salomão Gomes, deve mesmo renovar seu mandato a frente do nosso legislativo. Nada mais justo para quem estar desenvolvendo o melhor trabalho de todos os tempos na casa do povo. Boa sorte e bola para frente.

O Felipense Calugo, filho de senhor Luiz Pascoal deixou nossa cidade em 2000, foi morar em Petrolina-PE e lá trabalhou por vários anos. De volta à terra das Abelhas, não pede segredo a ninguém: “onde o ex-prefeito Hugo Costa estiver, estarei contra”. Coisa que todo membro daquela família deveria fazer, mas...

Os Santaneses se despedem hoje, do grande Adelson Paulino, carinhosamente conhecido como Cozinho. Homem honesto que teve toda sua vida voltada para Deus. Cresci ouvindo Cozinho contar piadas pelas ruas de Santana. Com certeza estar ao lado de Deus e que este conforte sua família nesse momento de dor. Descanse em paz Cozinho.

Quem também ler essas linhas aos domingos é meu amigo Aluísio Canela, obrigado pela leitura e felicidades sempre. 

Família Felipense, felicidades sempre.
BERIKAN KOMENTAR ()