Pesquisar....

Coluna Artigo & Opinião por Gleicigene Bezerra: ''Dezembro, o Mês do Ano".

gleicigene@gmail.com
Dezembro chegou. Para muitos, o melhor mês do ano. É neste período que os corações ficam sensivelmente vulnerável, a maldade dar lugar a bondade e o show de solidariedade entra em campo. Você que ler essas linhas agora certamente viu e talvez até já tenha contribuído com alguma campanha solidária, coisa do tipo: “faça o Natal de uma criança feliz, doe um brinquedo usado”. 

Gente, não há nada mais comovente do que ver uma criança pedindo um presente de Natal. Mas porque fazer algumas crianças felizes somente no Natal e depois esquece-las? Basta ligarmos a TV, para vermos o quanto de gente boa há neste país de mãe preta e pai João, praticando o bem desfaçado de bom velhinho. São pessoas que desaparecem quando a febre da bondade no mês de nascimento do menino Jesus passa. Dezembro é mesmo o mês onde as esperanças se renovam, mas é também o mês em que a bateria da falsidade e da mentira fica super carregada. “Feliz Natal pra você, tudo de bom”. Será esta uma das frases mais proferidas este mês, talvez fique atrás somente dessa: “feliz ano novo”. 

Eu não faço a menor questão de ouvir isso, mas para ser educado retribuo dizendo: “te desejo felicidades sempre”. Simplesmente porque não desejo que ninguém seja feliz somente por um ano ou por um único dia de Natal. Naquele churrasquinho para comemorar o Natal, - o qual eu nunca participo, pois não gosto de presenciar meus semelhantes saboreando falsidade e hipocrisia – sempre tem aquele sujeito que passou ano inteiro torcendo para o fracasso do companheiro, mas que agora está lhe desejando tudo de bom. 

Como diz Tiririca: “é muito bonito essa falsidade”. Não precisamos fazer esforço para fazer uma criança feliz somente por um dia e depois esquecer-la nas esquinas. Nossas crianças precisam de um presente permanente que lhes deem a oportunidade de felicidade duradoura. Nossas atitudes não precisam ser bondosas e amáveis somente em dezembro. Dando uma boneca usada a uma criança nada mais estamos fazendo do que humilhando-a num gesto isolado que nos mostra quem realmente somos. Há pessoas que passam o ano inteiro e sequer cumprimenta uma criança, mas quando chega o Natal se transforma em Papai Noel.Chega de mentimos para nós mesmos. Sejamos sinceros o ano inteiro minha gente.

RÁPIDAS
Agora em Felipe Guerra, algumas pessoas andam dizendo que a prisão do ex-prefeito Brás Costa é injusta. Gente, Brás Costa não matou e não estuprou, mas cometeu erros infantis com o dinheiro publico pelos quais tem que pagar. Absorvê-lo de tais erros é fechar os olhos para o que ele fez ao povo dessa cidade.

Não precisamos misturar as coisas. Brás Costa como ser humano é uma boa pessoa, porém como administrador foi um fracasso. Existe um espaço entre razão e emoção que precisa ser levado em conta.

Por falar em Brás Costa, onde estão àquelas pessoas as quais a ele ajudou a chegar aonde chegaram, ou seja, os amigos do dinheiro? 

O prefeito Haroldo Ferreira, também tem seus falsos amigos, assim como todo homem que tem o poder nas mãos. É preciso ter cuidado pra mais tarde não sofrer. Aliás, separar aqueles que querem seu bem, daqueles que querem bem ao dinheiro público não é difícil, basta querer.

Janeiro está se aproximando e o comodismo parece que continuará vigorando entre aqueles que fazem parte da equipe do prefeito Haroldo Ferreira. Já disse aqui outras vezes; arregacem a mangas, pois se o prefeito cair todos cairão. Deixemos então de pedantismo porque a luta é incessante.

Eu vejo o presente repetir o passado, refiro-me ao problema do abastecimento d’água da comunidade de Santana. No dia em que a Santana colocar como prioridade o bem coletivo da comunidade, tais problemas deixarão de existir. Em quanto isso não acontecer e a politicagem continuar escorrendo pelo cantos da boca dos doentes políticos, nada se resolverá definitivamente.  

Em Felipe Guerra, alguns políticos terão dificuldades futuramente para ficarem apitos a concorrer nas próximas eleições, os chamados fichas sujas. Que assim ficaram depois que cometeram erros no exercício das funções. Agora pra rir mesmo é um sujeito já sujo querer entrar na política para disputar uma vaga na câmara. Só em Felipe Guerra mesmo.

Torço que pelo menos, a organização da festa do final de ano contrate o grande Cezôca e Banda Brazuca para enriquecer a virada de ano, pois Flavio Pisada Quente não está à altura de uma festa como nosso réveillon. A verdade é essa.

Um secretário da prefeitura de Felipe Guerra, que tem somente seu voto e o da esposa, tem como principais adversários dois irmãos que nas mesas de bar não poupam o prefeito Haroldo Ferreira fazendo-lhes pesadas criticas. Este por sua vez diz que sabe de tudo que está se passando.  Será?

No próximo dia 13 de Dezembro, teremos uma atração imperdível. A voz inconfundível de Zé Martins. Um dos melhores seresteiro do Rio Grande do Norte se apresentará no Boteco do Bambão em Felipe Guerra. Quem o prestigiar não se decepcionará

O grande jornalista Chico Costa, é mais um que sempre ler essas linhas. Obrigado pela leitura e felicidades sempre.
BERIKAN KOMENTAR ()