Governo admite situação de calamidade pública em 153 municípios.

1512845_646382162129044_4869082398651035026_n



A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Governo Federal, reconheceu, por meio de publicação no Diário Oficial da União de segunda-feira, 20, a situação de emergência decorrente da seca em 153 municípios do Rio Grande do Norte. Na oportunidade, o Rio Grande do Norte decretou calamidade pública nesses mais de 150 municípios, estendendo o procedimento por 180 dias.

Para estabelecer o decreto, o Governo do Estado considerou a previsão da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (EMPARN) de chuvas abaixo da média histórica para 2015 e ainda que os prejuízos financeiros ocasionados pela escassez hídrica verificada no ano de 2014, em todo o território do Estado do Rio Grande do Norte, chegavam a R$ 3.8 bilhões de reais.


Dentre os municípios incluídos no decreto estão: Acari, Afonso Bezerra, Água Nova, Alexandria, Almino Afonso, Alto do Rodrigues, Angicos, Antônio Martins, Apodi, Areia Branca, Augusto Severo, Felipe Guerra, Fernando Pedroza, Florânia, Francisco Dantas, Frutuoso Gomes, Galinhos, Governador Dix-sept Rosado, Grossos. Guamaré, Martins, Messias Targino, Montanhas, Monte Alegre, Monte das Gameleiras, Mossoró, Baraúna, Caraúbas, Itaú, Itajá, Luís Gomes, Macau, Caicó, Riacho da Cruz, Serra do Mel, Venha-Ver, Viçosa, Severiano Melo, Tibau e Rodolfo Fernandes.

Fonte: Gazeta do Oeste

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.