Relatório do Tribunal de Contas aponta mais de 18 Milhões desviados em Felipe Guerra

A coluna "Pinga Fogo" escrita por Erinaldo Silva, traz informações em primeira mão sobre novos escândalos no município de Felipe Guerra/RN. O novo escândalo de corrupção é ainda maior do que a operação denominada "Ave de Rapina". Confira uma parte da matéria:
Operação "Ave de Rapinha" foi "Fichinha"...
MAIS ESCÂNDALOS A CAMINHO

Quem pensa que a nova onda de escândalos administrativos envolvendo gestões passadas se encerrou com a divulgação de supostas simulações de contratos, saques de valores vultosos em boca de caixa, transferências sem justificativas, das contas da Prefeitura de Felipe Guerra/RN, está redondamente enganado. Ontem tive acesso a um novo Relatório do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte (TCE/RN), referente aos anos 2011 e 2012, das últimas administrações públicas passadas do município de Felipe Guerra/RN, e confesso que me estarreci ao perceber o que ainda está por vir. Faço jornalismo investigativo desde 2009, de lá para cá venho acompanhando todos os escândalos administrativos ocorridos em Felipe Guerra e outros municípios potiguares, e posso garantir que à operação denominada “Ave de Rapina”, deflagrada em Felipe Guerra/RN no ano de 2012, à qual resultou no afastamento do então prefeito Braz Costa (PMDB), foi ‘fichinha’.

MAIS DE R$ 18 MILHÕES

Podem ter sido desviados dos cofres públicos do município de Felipe Guerra/RN, somente entre os anos 2011 e 2012, período que compreende o final da última gestão do então prefeito Braz Costa (PMDB), bem como às gestões interinas de Pedro Cabral (PMDB) e Reginaldo Pascoal (PSD). Pelo menos é o que aponta o novo Relatório do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte (TCE/RN).

Para ler a Coluna completa (Clique AQUI)

Um comentário:

Anônimo disse...

QUE HORROR.

Tecnologia do Blogger.