Dilma defende ‘veredito das urnas’

A presidente Dilma voltou a discursar ontem contra o que tem chamado de golpismo, numa referência indireta aos movimentos pró-impeachment. Na posse do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ela afirmou: “Queremos um país em que os políticos pleiteiem o poder por meio do voto e aceitem o veredito das urnas.” 

O presidente do PSDB, Aécio Neves, reagiu à afirmação anterior da petista de que é golpismo usar a crise para chegar ao poder. “Golpe é usar dinheiro do crime ou de irresponsabilidade fiscal para obter votos”, disse o tucano. Pedido de impeachment da presidente foi protocolado na Câmara por Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.