Supremo proíbe empresa de doar para candidato e partido político

O STF decidiu, por 8 votos a 3, que o financiamento de empresas para campanhas eleitorais e partidos é inconstitucional. Nas eleições de 2014, mais de 70% da verba obtida por candidatos e legendas veio de empresas. Dilma deve usar a proibição para vetar a lei aprovada pelo Congresso que permite doações a partidos. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.