Cunha rebate Dilma e tenta destravar impeachment no STF

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, rebateu ontem declarações da presidente Dilma Rousseff e anunciou recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra as liminares que paralisaram o rito, definido por ele e pela oposição, de um processo de impeachment contra a petista. Anteontem, ao ser questionada na Suécia sobre a repercussão internacional da denúncia contra Cunha, Dilma afirmou: "Lamento que seja um brasileiro". 

Ontem, ele contra-atacou. "Lamento que seja com um governo brasileiro o maior escândalo de corrupção do mundo", disse, em referência às irregularidades na Petrobrás, mas sem comentá-las. Denunciado pelo procurador-geral, Rodrigo Janot, ele é acusado de ter recebido US$ 5 milhões desviados da estatal. Cunha afirmou que passará a "cuidar" dos processos de impeachment de Dilma apresentados a partir de hoje e garantiu que, apesar da decisão do STF, continua com poder para deferir ou indeferir pedidos de afastamento. 

Dilma: 'Não há risco de ruptura' 

A presidente Dilma Rousseff descartou ontem na Suécia que seu governo corra risco de impeachment. Para ela, não haverá "ruptura institucional" nem "crise política mais acentuada". 

Fonte: O Estado de S. Paulo
Cunha rebate Dilma e tenta destravar impeachment no STF Cunha rebate Dilma e tenta destravar impeachment no STF Reviewed by Blog Foco Notícia on 23:49 Rating: 5

Nenhum comentário