Apodiense que chamou jogador de macaco alegou “momento de raiva”


O apodiense Romário Monteiro Nunes da Costa, de 23 anos, pediu desculpas ao jogador do América de Natal, Pedro Ivo, após ofendê-lo chamando de "macaco" através do Facebook. O caso de racismo ocorreu no dia 16 de março e causou revolta aos torcedores.

Após semanas de investigação, policiais da Diretoria de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN) identificaram o suspeito, que confessou em interrogatório que proferiu as ofensas em um momento de raiva.

No dia 16 de março de 2016, Romário Monteiro publicou no perfil oficial do time América a seguinte postagem: “Olhar o nivel que o america chegou ate um macaco vira titular no time, serie d a vista lamentavel".

Romário Nunes prestou depoimento na delegacia de Polícia Civil de Apodi, região Oeste potiguar, onde o inquérito será instaurado, pelo fato de ele ter enviado a mensagem injuriosa daquele município.

De acordo com o delegado da DPGRAN responsável pela investigação Júlio Costa, Romário Monteiro confessou a autoria do crime, e arrependeu-se, alegando que postou um vídeo de retratação na página do Facebook do time desculpando-se pelo ocorrido, o que fez com que o jogador Pedro Ivo não prosseguisse com o inquérito.

“A prisão não foi realizada, pois não houve flagrante, já que o comentário foi enviado pela rede mundial. O jogador, vítima da injúria racial, decidiu não dar mais prosseguimento ao caso pela atitude de Romário, de se retratar, e pedir desculpas em vídeo”, revela o delegado responsável pela investigação, Júlio Costa.

Segundo ele, Romário Monteiro Nunes não apresenta ficha de antecedentes criminais.

Mossoró Hoje

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.