Pistoleiro que matou Xanxan Suassuna morre em confronto com a polícia

(Foto: PM)
Uma troca de tiros durante operação das polícias Civil e Militar resultou na morte de um pistoleiro com uma vasta lista de homicídios praticados na região do Oeste potiguar e no Alto Sertão paraíbano. A operação ocorreu no início da tarde desta sexta-feira (08), em Apodi.

O pistoleiro foi identificado como Ricardo Holanda de Paiva, de 33 anos. Ele é acusado de vários crimes de pistolagem na região Oeste do Rio Grande do Norte.

De acordo com o delegado Renato Oliveira, titular da Delegacia de Polícia de Apodi e delegado da Divisão de Polícia do Oeste (DIVIPOE), ao ser abordado, Ricardo reagiu a prisão atirando contra policiais. Cerca de 15 policiais militares e civis participaram da operação.

"Ficamos sabendo que ele tinha alugado uma casa recentemente e estava na cidade, fomos até o local, policiais cercaram a casa e ao ser abordado, ele efetuou disparos contra os policiais", relata Oliveira. O delegado explica que o criminoso estava sendo investigado há um bom tempo.

Segundo Renato, o pistoleiro era um dos mais conhecidos na região. "Era um pistoleiro de grande atividade na região", revela.

Um dos crimes mais recentes praticados pelo pistoleiro foi o caso do vereador de Patu, "Xanxan Suassuna", assassinado a tiros em setembro de 2015. Alexandrino Suassuna Barreto Filho, de 47 anos, foi executado com cerca de 12 disparos em via pública.

Outros casos atribuídos ao pistoleiro é a morte de Paulo Henrique Suassuna Barreto, executado em 2014 em Patu, o pecuarista Ademar Taveira assassinado em 2014 em Alexandria, Eriberto Barreto Suassuna, morto em Pau dos Ferros no ano de 2009, João Barreto Suassuna, assassinado em Riacho da Cruz também em 2009, e ainda Geovane Barreto Suassuna, executado em Umarizal no ano de 2000.

Nenhum dos casos, até então, foi solucionado. A polícia acredita que os crimes tenham sido motivados por rixa entre duas famílias, que perduram por cerca de 30 anos.

Os assassinatos viraram tema da reportagem especial do Fantástico, Laços de Sangue, que conta os detalhes e os possíveis motivos da guerra entre duas famílias que teve início no sertão paraibano e migrou para o RN. Uma operação policial deflagrada em 2011 apontou que mais de 100 pessoas já foram mortas.

Fonte: Mossoró Hoje
Pistoleiro que matou Xanxan Suassuna morre em confronto com a polícia Pistoleiro que matou Xanxan Suassuna morre em confronto com a polícia Reviewed by Blog Foco Notícia on 16:24 Rating: 5

Nenhum comentário