Mesmo com queda na arrecadação, Felipe Guerra está na contramão da crise que atinge a maioria das cidades do RN

Um levantamento feito pela Confederação Nacional de Municípios junto a 126 municípios do RN e divulgado pela FEMURN, dar conta da seguinte situação:

Funcionalismo:
28 cidades estão com salários atrasados;
61 cidades com gastos comprometendo até 50% das suas receitas;
42 cidades com gastos ultrapassando 54% das suas receitas.

Educação:
71 cidades faltam recursos para pagamento do magistério;
59 cidades não têm condições de manter o transporte escolar;
17 cidades com dificuldades para manter a merenda, sem merenda!
13 cidades tiveram que fechar escolas por falta de dinheiro.

Saúde
74 cidades com as farmácias desabastecidas;
52 cidades faltando médicos.

Felipe Guerra na contramão Estadual 
O município de Felipe Guerra, tem o privilégio de não fazer parte dentro os municípios que estão passando por crises em cada área citado, como Funcionalismo, Educação e Saúde, na qual iremos abordar um pouco sobre essas áreas. O fato é que com muita competência o prefeito Haroldo Ferreira conseguiu dá rumos melhores ao nosso município.

Hoje o governo municipal de Felipe Guerra, modificou a vida de todos os cidadães desta cidade e conseguiu avançar na contramão do Estado. Iniciando pelo funcionalismo que antes passava até 5 meses com o salário atrasado, e hoje na gestão do Haroldo Ferreira, está tudo em dia, sem nenhum atraso, e muitas vezes pagos com antecedência. É notório que a valorização do funcionalismo tem sido uma das prioridades do prefeito Haroldo Ferreira.

Na área da Educação, desde o início do ano letivo de 2013 que o Governo Municipal está desembolsando recursos próprios para o pagamento de transporte escolar e merenda de qualidade. Antes, faltava merenda constantemente e as crianças eram transportada em Pau de Arara entre as comunidades de Felipe Guerra. Atualmente são Sprinter, carros fechados e seguros. Inclusive foi feito uma revisão pelo DETRAN e todos os transportes foram bem avaliados, assim como os ônibus.

O Governo Municipal  também vem financiando procedimentos na Saúde Pública, para manutenção da Unidade Integrada Eilson Gurgel do Amaral, pagamento de médicos, enfermeiros e demais profissionais da saúde, além de inúmeros transportes que deslocam pacientes entre o município e demais localidades onde há a referência de serviços de média e alta complexidade. Além de manter os medicamentos na farmácia básica abastecido, mesmo com alta demanda.

Houve dias em que a Unidade de Saúde registrou aproximadamente 160 atendimentos diários tanto de urgência e atendimentos de rotina, com pacientes do município de Felipe Guerra e de outros municípios. Um dos fatores que ocasionou o aumento do atendimentos nestes dias, foi a falta de médicos no Hospital Regional Hélio Morais Marinho de Apodi. Porém, o aumento da procura por atendimento médico em Felipe Guerra pelos moradores das cidades vizinhas vem ocorrendo desde o início da gestão do prefeito Haroldo Ferreira. 

Na época, o médico apodiense DiAssis Oliveira fez um comentário nas redes sociais sobre o assunto. "A Secretaria Municipal de Felipe Guerra está mais uma vez dando suporte ao Governo do Estado, que apesar de todo o alarde feito durante as eleições, ainda não mostrou a que veio. Parabéns a Haroldo Ferreira e a Girlene, embora seja uma unidade municipal, assume nesse momento status de Estado", disse. A realidade é bem diferente se comparado a gestão passada, que faltava médico e medicamentos constantemente.

Um fato que chama atenção, e que será tema em nossas próximas matérias, é que mesmo sem apoio do governo do estado, o Prefeito Haroldo Ferreira mostra que sabe trabalhar e faz acontecer. Foram três anos e meio de Seca e de Governo Estadual adversário, ou seja, sem nenhuma ajuda dos governos estaduais. Os felipenses tem muito a comemorar por ter um governo que soube driblar a crise...

Dificuldades
É importante destacar que o município tem encontrado dificuldades na arrecadação de repasses federais que tem diminuído a cada mês. É preciso muito jogo de cintura para manter todos os serviços funcionando. Um exemplo que podemos destacar, é os Royalties. Em dezembro de 2015, a prefeitura de Felipe Guerra recebeu de Royalties, uma parcela de R$ 1.220.323,92, logo a partir do início deste ano, os repasses começaram a cair drasticamente, chegando à R$ 586.010,17 no mês de Abril de 2016. Levando em consideração a este pequeno período, houve uma queda de R$ 634.313,75. No gráfico abaixo, elaborado por nosso blog, é possível perceber a queda nos repasses mensais.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.