Vereadores de Apodi estudam aumentar salários do executivo e legislativo

Câmara Municipal de Apodi/Foto: Josemário Alves (MH).
Um Projeto de Lei de autoria da mesa diretora da Câmara Municipal de Apodi estuda reajustar os salários do Poder Executivo e Legislativo e de secretários para os próximos quatros anos. A proposta ainda não tem data para ser votada, mas tem gerado discussões entre os moradores do município.

O motivo é que, desde o início do mês, várias categorias de servidores estão em greve reivindicando reajuste salarial, mas a prefeitura alega que não tem como conceder este aumento, devido às dificuldades financeiras pelas quais passam o município.

De acordo com o vereador Filho Neto (PPS), presidente da Câmara, o reajuste salarial do prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários é assegurado por lei.

“De quatro em quatro anos existe esse reajuste. É determinado por lei, mas mesmo assim, ainda não se sabe quando será votado e se será aprovado”, informou Filho Neto ao portal Mossoró Hoje.

Para o sindicato dos servidores em greve (SINTRAPMA), a proposta é uma afronta à categoria e vai contra o que argumenta o Poder Executivo.

“Chega a ser contraditório e, se aprovado, vai cair por terra o discurso de que não tem dinheiro. Ainda não tive acesso ao projeto, mas espero que exista coerência”, destacou o presidente do SINTRAPMA, professor Ozamir Lima.

“Sobre a determinação da lei também não há justificativa, porque o Executivo desrespeita a nossa lei há três anos”, concluiu o professor.

O portal Mossoró Hoje procurou o prefeito do município, Flaviano Monteiro, mas ele não se encontrava na sede da prefeitura. Por telefone, a reportagem tentou contato com a secretária de Gabinete Civil, Klébia Karina, mas as ligações não foram atendidas.
Fonte: Mossoró Hoje

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.