Cadela que teve dono assassinado no Alto Oeste tem 7 filhotes e está sem lar

A cadelinha que comoveu os policiais ao “pastorar” o corpo do seu dono em São Miguel, no Alto Oeste, está parida e abandonada. Ela era cuidada pelo agricultor Francisco José dos Santos, que foi assassinado na manhã desta quarta-feira (17), na zona rural do município.

De acordo com o sargento Gentil Melo, o agricultor residia sozinho em uma comunidade afastada. Com sua morte, a cadela, que recentemente deu à luz a sete filhotinhos, ficou sem lar. “É de cortar o coração. A bichinha ficou lá sozinha”, contou o Gentil.

A cadela gostava tanto do dono que, ao chegar no local do crime, os policiais tiveram dificuldade de se aproximar para isolar o corpo. “Para gente isolar a área foi complicado, porque ela ficava rosnando e não deixava ninguém chegar perto”, revelou o sargento.
O agricultor Francisco José foi brutalmente assassinado com pedradas na cabeça no terreiro da residência onde morava. Gentil acredita que ele só foi morto porque a cadela estava amamentando os filhotes por trás da casa.

“Pelo que a gente percebeu lá, se ela estivesse junto dele, ela tinha partido para cima do suspeito”, concluiu o PM.

O sargento não soube informar o nome da cadelinha, mas destacou que ela provou ser a melhor amiga do seu Francisco José.
Fonte: Mossoró Hoje

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.