Horário de verão entra em vigor neste domingo

Começa hoje (16) o horário de verão adotado no Brasil em dez estados mais o Distrito Federal, fazendo com que os moradores adiantem os relógios em uma hora.

Com a mudança durante todo o período, até fevereiro de 2017, o governo federal estima uma economia de R$ 147,5 milhões. O valor representa o custo evitado em usinas térmicas por questões de segurança elétrica e atendimento à ponta de carga, segundo informa o G1.

A medida, controversa para parte do país, tem como objetivo reduzir a demanda de energia durante o horário de pico (18h-21h). O horário de verão permite, por exemplo, que a iluminação pública seja acionada mais tarde, deixando de coincidir com o horário de consumo da indústria e do comércio.

Os estados que adotam o novo horário são: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Espírito Santo, além do DF.

O balanço é positivo. Segundo o governo, nos últimos dez anos, a medida tem possibilitado uma redução média de 4,5% na demanda por energia no horário de maior consumo e uma economia absoluta de 0,5%. Isso equivale, em todo o horário de verão, ao consumo mensal aproximado de energia em Brasília, com 2,8 milhões de habitantes.

No Brasil, o Horário de Verão tem sido aplicado desde 1931/1932, com alguns intervalos.

Pesquisas mostram, ainda, que os benefícios da mudança podem ir um pouco além da economia, afetando também o tempo de prática de atividades físicas, no número de acidentes de carro.

O horário de verão vai durar até o dia 19 de fevereiro de 2017.
Notícias ao minuto

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.