Justiça autoriza congelamento de jovem britânica que morreu de câncer

A justiça britânica autorizou o congelamento do corpo de uma adolescente morta em outubro e reabriu um debate sobre os limites da medicina.

A menina perdeu a batalha contra o câncer e ganhou a dos tribunais. Em um país onde um menor não compra um antibiótico sem autorização, a Justiça quis ouvir os pais. A mãe concordou com o desejo da filha, de ser congelada. O pai, não.

O que desequilibrou a balança foi uma carta: “Só tenho 14 anos e não quero morrer, mas sei que vou. Eu não quero ser enterrada. Quero viver uma vida longa. Eu acho que no futuro podem achar a cura para o meu câncer e me acordarem. Quero ter essa chance. Esse é o meu desejo.

A carta comoveu os tribunais. O juiz levou em conta que o pai não visitava a filha havia mais de oito anos, e acabou concordando com a decisão da mãe e da menina. O que ninguém esperava é que um dos últimos desejos dela fosse encontrar com o juiz. Um agradecimento que aconteceu há pouco mais de um mês.

Quando a menina foi declarada morta, uma máquina manteve funcionando coração e pulmões. O corpo foi imerso numa água quase congelada. O sangue, substituído por uma solução com medicações para estabilizar as células. Depois de duas etapas de resfriamento, o tanque com nitrogênio líquido deixou a temperatura corporal a 193 graus negativos.

Essa técnica, a criogenia, preserva tecidos, órgãos e o cérebro. O objetivo é que memórias e personalidade fiquem intactas. Catorze anos intensos eternamente congelados.

A cofundadora da empresa para onde o corpo foi levado nos Estados Unidos argumenta que a definição de vida muda com o tempo: pessoas que tiveram parada cardíaca já reviveram. Alguns cientistas dizem que é improvável que a menina possa ressuscitar um dia.

A criogenia tenta vencer a morte, mas não mata o luto de quem fica. Uma médica acha que a mãe pode ter problemas para seguir em frente, já que o corpo da filha continua preservado.

As duas sonhavam que, depois de um longo inverno, a menina pudesse viver o seu verão.

Fonte: Jornal Nacional
Justiça autoriza congelamento de jovem britânica que morreu de câncer Justiça autoriza congelamento de jovem britânica que morreu de câncer Reviewed by Blog Foco Notícia on 19 novembro Rating: 5

Nenhum comentário