Sem avanços, governo Robinson patina e não sai do lugar

Sabe o slogan “governo da segurança”? Pois é, não funcionou. Os números mostram que não só não houve avanço, como até piorou a política de segurança com o atual governo. 2016 é marcado pelo auto índice de feminicídio com aproximadamente 65 mulheres assassinadas somente neste ano. Os números da região metropolitana estão descontrolados e em Mossoró são mais de 200 assassinatos até novembro.

Faltam policiais militares, policiais civis e técnicos do ITEP que acaba de anunciar nova greve. Por lá, segundo os peritos, a situação é insustentável. Há vários relatos de corpos amontoados por falta de espaço, equipamento e equipe para realizar o trabalho. Porém, este não é o único problema deste governo. Se a segurança vai mal, a Saúde está um caos e a solução encontrada foi fechar hospitais.

Depois de extinguir o Hospital da Mulher, Robinson começa o desmonte em hospitais do interior. Em Apodi, cidade onde teve maioria no segundo turno, a única ação representativa do governador foi o anúncio do fechamento do Hospital Regional Hélio Morais Marinho, único que é referência para seis cidades ao entorno. Quando isso acontecer, os apodienses ficarão sem emergência.

RN Mais

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.