Youtuber: como brasileiros estão ganhando a vida com vídeos na internet

Um bolo feito em garrafa PET, um papo sobre coletor menstrual, um homem fantasiado de Wolverine e um jovem nordestino que entoa "Qual é a senha do wi-fi?" no ritmo de "Hello", da cantora inglesa Adele.

Por improvável que pareça, um fato une todos esses elementos: são conteúdos que estão gerando dinheiro no Youtube e tornando a gravação de vídeos para a plataforma uma atividade profissional.

No Brasil, 42% da população (85 milhões de pessoas) costumam ver vídeos na internet - 82 milhões usam o Youtube, segundo pesquisa do Google, dono da plataforma. De olho nesse público, produtores de conteúdo e anunciantes transformam o site num verdadeiro mercado, com publicidade específica e nichos de atuação.

E essa profissionalização já é tendência por aqui: quatro das dez personalidades com mais influência no site de vídeos são brasileiras, aponta estudo da Snack Intelligence.

Entre elas está Whindersson Nunes, piauiense de 21 anos, que ocupa a segunda posição da lista global com seu canal de piadas, paródias (a de Adele é o maior hit) e imitações.

Felipe Neto (terceiro lugar), Julio Cocielo, do CanalCanalha (sexta colocação), e Felipe Castanhari, do Nostalgia (sétima posição), também aparecem nesse top 10 mundial do Youtube.

Para a pesquisadora Ana Paula Nunes, especialista em mídia, cultura e informação pela USP, a popularidade do Youtube se explica por fatores como facilidade de acesso e potencial de identificação da audiência com os vídeos.

"A possibilidade de ver anônimos mostrando a vida e produzindo conteúdo sobre o cotidiano cria uma identificação grande com as pessoas, sobretudo entre jovens. As marcas perceberam essa tendência, e o Youtube soube criar mecanismos para ganhar dinheiro em cima do conteúdo exposto - colaborando para tornar o youtuber, de fato, uma profissão", avalia. (Leia mais...)
BBC Brasil
Youtuber: como brasileiros estão ganhando a vida com vídeos na internet Youtuber: como brasileiros estão ganhando a vida com vídeos na internet Reviewed by Blog Foco Notícia on 21:35 Rating: 5

Nenhum comentário