Artigo: Dez passos para atrair novas empresas para os municípios

O mercado de trabalho de hoje busca pessoas empreendedoras, que tomem decisões, dediquem seu tempo e esforço para alcançar suas metas, e ainda assumam riscos. Atualmente, o empreendedorismo é visto como uma qualidade dinâmica, que almeja aumentar a riqueza. Um bom empreendedor acredita que suas realizações dependam dele mesmo e não fica à mercê de forças externas, sobre as quais não tem controle. Mas não é ele quem coloca a "mão na massa". Seu papel é criar e delegar responsabilidades a equipes, pois consegue controlar a si mesmo e ainda influenciar o grupo, para atingir seus objetivos.

Não é a toa que, a cada eleição que passa, fala-se mais da necessidade de se ter prefeitos empreendedores. Montamos nossa equipe, assumimos riscos e tomamos decisões que podem – ou não – gerar bons resultados. Mas assumimos o risco, pois sabemos que o sucesso não ocorre sem alguma dose de incerteza. O prefeito empreendedor, quando se depara com um problema, toma a iniciativa, que nada mais é do que a capacidade de a pessoa agir, quando necessário.

Não há contradições nem diferenças entre os objetivos dos prefeitos e os dos empresários empreendedores. Aliás, o verbo empreender vem do latim imprehendo ou impraehendo, que significa "tentar executar uma tarefa". Um bom gestor público procura executar tarefas. E, como o empresário, o prefeito também deve buscar aumentar as receitas do município para, dessa maneira, poder realizar mais investimentos na cidade. Porém, diferentemente das empresas privadas, não é possível criar um novo produto ou serviço e cobrar por isso, para aumentar a receita. A solução é arrecadar mais impostos, mas sem aumentar o ônus sobre os contribuintes, que já sofrem com a cascata de tributos públicos existentes.

A solução, então, é trazer novas empresas para o município, o que também requer alguns cuidados. E, como sempre, um plano. Dez passos podem atrair mais empresas para o município:

1) Planejamento: é preciso estudar a cidade e analisar as possibilidades dos segmentos de empresas e indústrias que poderão ser atraídos. Para isso, deve-se avaliar o clima, o solo e outros fatores que te ajudarão a "vender" a cidade;

2) Infraestrutura: as empresas procuram por cidades que ofereçam a infraestrutura necessária, como tratamento de água, rede de esgoto, estradas e energia elétrica que chegam até as empresas, estação rodoviária com ônibus para a capital e outros. Caso o município ainda não ofereça tais condições, é melhor começar a investir na área para tornar a cidade atrativa no futuro. Criar distritos industriais é uma opção vista com bons olhos pelo mercado;

3) Logística: muitas empresas e indústrias escolhem aonde irão abrir suas filiais pela localização. Estar perto de aeroportos, estradas e rodovias que interligam os Estados, que passam entre grandes polos industriais ou que levam aos portos é um ponto fundamental na escolha do município pelas indústrias;

4) Mão de obra: caso a empresa precise de mão de obra qualificada, é preciso ver se a cidade terá pessoas que ofereçam esses serviços. As empresas, antes de escolherem onde abrirão novas fábricas e filiais, procuram se informar se a mão de obra da região irá atender suas necessidades. Nesse caso, é preciso se antecipar e procurar por parcerias com escolas profissionalizantes;

5) Apoio: um fator pouco analisado pelos gestores, mas considerável pelo setor de Relações Humanas das empresas é o apoio que a cidade oferece para os empresários. Analisa-se se há hotéis, hospitais, escolas, shoppings ou áreas de lazer no município ou em uma cidade ao redor. Afinal, a empresa ou indústria terá empresários que virão de outras cidades e levam isso em consideração;

6) Impostos: algumas cidades colocam o valor do ISS mais baixo que outras. Este é um fator muito importante na escolha do local, pois pode significar uma economia considerável para a empresa. É preciso ver, dentro da Lei, quais as possibilidades cabíveis que podem ser tomadas;

7) Comunicação: é preciso ter bons materiais sobre a cidade, criar folders com fotos e informações claras e explicativas, vídeos e tudo o que for necessário, pois este pode ser o primeiro contato que um possível cliente tenha com o seu "produto", e não se pode passar uma má impressão. As empresas também levarão em conta o que os veículos de comunicação estão dizendo sobre a cidade. Por isso, é importante divulgar para os jornais da cidade, da região e para quantos mais conseguir, todas as melhorias e investimentos que se faz no município. Porém, é preciso saber lidar com a situação, quando a mídia está reportando algum problema municipal. Não se pode nunca esconder as informações da mídia e deve-se informar sempre quais as providências que a Prefeitura irá tomar. A contratação de empresas especializadas pode ajudar;

8) Atenção ao mercado: é preciso estar sempre informado a respeito das tendências do mercado financeiro; saber quais os setores que estão crescendo e quais os que estão se retraindo. Aqueles que estão crescendo são os que farão os investimentos e poderão se alocar na cidade;

9) Oportunidade: o custo do transporte hoje está muito alto, o que faz com que as empresas procurem soluções para reduzi-los. Uma oportunidade que deve ser levada em conta é tentar trazer os fornecedores das empresas e indústrias que já estão alocados no município. É preciso saber quem são, do que precisam para a produção de seus produtos/serviços, e ir atrás deles.

10) Cuidar da cidade: ninguém gosta de trabalhar numa cidade visualmente feia, suja e pouco arborizada. Cada vez mais estes fatores estão sendo levados em consideração. Por isso, é necessário fazer o trabalho e cuidar da sua cidade!

Após seguir estes 10 passos, faça uma análise dos pontos fortes e fracos que o seu município oferece para cada uma das empresas que você acredita que poderá se mudar para a cidade. Nos pontos fracos, já pense nas soluções que irá tomar para melhorá-los. Não deixe que seu cliente tenha dúvidas a respeito da decisão que está para tomar. Por isso, é importante que você conheça muito bem sua cidade e seu cliente na hora em que for conversar com as indústrias.

João Vitte - é Prefeito de Santa Gertrudes, no interior de São Paulo. A cidade faz parte do maior polo de cerâmica de revestimento da América Latina. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.