Estado de greve: Professores da UERN aprovam mobilização permanente até o fim do semestre

Os professores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) aprovaram na manhã desta sexta-feira, (1º) estado de greve na instituição até o fim do semestre letivo. A decisão foi tomada em assembleia geral que contou com a presença de dezenas de docentes de Mossoró e demais campi. 

A proposta, segundo a Associação de Docentes da UERN (ADUERN), prevê uma agenda de atividades que garantam a mobilização permanente da categoria.

A ADUERN informou ainda que será criada uma comissão de mobilização permanente, onde estará inserida a Diretoria da ADUERN e os representantes do sindicato nos campi, além dos demais docentes que queiram se integrar. 

"A comissão irá organizar as atividades e direcionar o processo de negociação junto ao Governo do Estado, buscando evitar uma paralisação por tempo indeterminado na UERN", informou.

O estado de greve será encerrado ao final do semestre em curso, quando a categoria será convocada para uma nova assembleia que reavaliará a situação. 

A Associação ressalta que os professores e professoras da UERN convivem com atrasos salariais desde janeiro de 2016.

Informações: Mossoró Hoje

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.