Filho cava a sepultura da própria mãe em Felipe Guerra e gera polêmica

(Foto: Kaline Oliveira)
Um filho teve que escavar a cova da própria mãe e sepultá-la. O fato aconteceu na manhã deste sábado (04) no Cemitério Municipal de Felipe Guerra, e está gerando polêmica nas redes sociais. A denúncia sobre este constrangimento partiu de uma pessoa ligada a própria família.

Tudo começou quando uma pessoa identificada como Kaline Oliveira acusou o coveiro de "se negar" a realizar o serviço por supostamente está bêbado."Que vergonha o filho cavando o buraco para enterrar sua mãe porquê o coveiro de Felipe Gerra não quis cavar e está bêbado. Orientou a família pedir um túmulo emprestado. Onde já se viu?". A família pediu providências à autoridade responsável.

Em conversa com nosso blog, Kaline Oliveira disse que o coveiro colocou obstáculos, orientou a família pedir um túmulo emprestado para enterrar sua tia para posteriormente retirar o corpo e colocar no local onde deveria ser sepultado. "Ele se recusou sim", disse Kaline.

Desmentindo a versão da família enlutada, o filho do coveiro, identificado como Leonardo Costa, disse que seu pai tem um expediente que vai de 7h às 11h, e que quando foi procurado pela família para fazer a escavação ele não se negou a realizar o serviço, apenas disse que não dava tempo cavar às 7 horas para o sepultamento ser às 9 horas, e que era necessário ter sido avisado com antecedência, uma vez que gasta muito tempo para concluir a escavação da cova. "Se ele disse é porque sabe, pois tem mais de 16 anos de experiência na função", explicou Leonardo.

Na imagem, é possível perceber que mesmo sendo acusado de ter recusado a fazer a escavação, o coveiro não deixou de ir ao seu local de expediente. Porém, o fato é que o filho da falecida junto com um primo foi quem realizou a escavação da sepultura e o lamentável episódio gerou revolta na família enlutada.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.