Ubiracy Pascoal aposta na relação direta com a população oestena para chegar à ALRN

No exercício do 6º mandato consecutivo de vereador no município de Felipe Guerra, Ubiracy Pascoal (PR) decidiu colocar seu nome à disposição da região Oeste, em especial das microrregiões Chapada do Apodi e Médio Oeste, que há quase quatro décadas não conta com legítima representatividade na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

O conglomerado de municípios que formam as microrregiões Chapa do Apodi e Médio Oeste – Apodi, Caraúbas, Governador Dix-sept Rosado, Felipe Guerra, Upanema, Janduís, Messias Targino, Campo Grande, Triunfo Potiguar e Paraú – somam mais de 100 mil eleitores, o que teoricamente é mais do que suficiente para eleger três ou mais deputados estaduais.
No entanto, o objetivo de Ubiracy Pascoal é viável, porém difícil, haja vista a lamentável cultura política que se instalou no Oeste do potiguar, onde, em período de eleições, muitas lideranças (leia-se prefeitos e vereadores) mergulham de cabeça no jogo do toma lá, dá cá, e usam critérios indecentes na hora de decidir quem apoiar para deputado, seja estadual ou federal, de forma que injustificavelmente acabam optando por nomes de outras regiões do estado, geralmente da Grande Natal.

Como se o dito não bastasse, Ubiracy Pascoal não é o único nome da Chapada do Apodi posto pré-candidato a deputado estadual para o pleito deste ano. Em Apodi (município o qual detém cerca de 30% do montante de votos mencionado acima), a vereadora de oposição Soneth Ferreira deverá lançar seu nome pelo Solidariedade. Enquanto isso, o prefeito Alan Silveira (MDB) lançou pré-candidata à ex-prefeita Goreti Pinto (MDB), sua mãe, decisão que tem sido vista na região como uma forma do grupo governista apodiense reafirmar sua força política no âmbito municipal e, ao mesmo tempo, dificultar o fortalecimento dos agrupamentos de oposição naquele município.

Mesmo diante das dificuldades encontradas pelo caminho o qual tem pavimentado, Ubiracy se mostra muito otimista. Segundo interlocutores, ele avalia que enquanto outros projetos têm sido considerados meras manobras voltadas para a questão política local, sua pré-candidatura tem sido levada a sério em diversos municípios pelos quais o mesmo tem passado no Alto e Médio Oeste Potiguar.
De fato a maturidade política de Ubiracy não deve ser subestimada e o mesmo iniciou bem cedo sua peregrinação em busca de apoios para o seu projeto. Ele está há meses percorrendo o RN, com foco na região Oeste e uma estratégia diferente: enquanto os pré-candidatos abastados do poderio econômico focam apenas em atrair as principais lideranças políticas de cada município para o velho jogo do jogo do toma lá, dá cá, Ubiracy tem dialogado, de forma muito bem articulada com a sociedade civil organizada, especialmente através de sindicatos e demais entidades cujas atividades são direcionadas para a coletividade do setor rural. Diga-se de passagem, um setor com o qual maioria dos políticos tradicionais da capital não estabelece uma relação direta. É como se não falassem a mesma língua. Já Ubiracy tem origem no campo, conhece bem os problemas que assolam o setor, suas causas e soluções viáveis.

Mas a estratégia de Ubiracy Pascoal não tem se limitado ao diálogo direto com as massas camponesas. No meio urbano, o pré-candidato transita livremente entre os empresários, os quais Ubiracy busca atrai-los para o campo, onde ele defende que também há grandes potenciais dependendo de investimentos para serem exploradas e que podem alavancar as economias dos municípios.
Junto à classe política da região a verdade é que Ubiracy não possui amplas condições para jogar o jogo do toma lá, dá cá, de forma que não tem sido fácil viabilizar apoios expressivos, especialmente de prefeitos. Mas o mesmo garante que não está sozinho no que diz respeito a sua própria classe. Através da União dos Vereadores do Rio Grande do Norte (UVERN), muitos apoios [de vereadores], segundo interlocutores, têm sido consolidados em diversos municípios do RN. O fato é que Ubiracy acredita em sua eleição.
Em Felipe Guerra, onde tem origem, Ubiracy já sabe que não contará com o apoio do prefeito Haroldo Ferreira (PSB), de quem ele é líder na Câmara Municipal. O gestor executivo felipense já declarou apoio à pré-candidatura do médico e ex-prefeito de Almino Afonso, Dr. Bernardo Amorim, o qual já conta com vários apoios em diversos municípios do Alto e Médio Oeste Potiguar. O prefeito Haroldo considera viável o projeto do Dr. Bernardo.

No entanto, Ubiracy diz que compreende e respeita a decisão do prefeito Haroldo Ferreira. Inclusive, ainda segundo Ubiracy, os interesses do Município de Felipe Guerra estão acima de qualquer questão do campo político. Ele diz que sua decisão de tentar viabilizar seu nome não altera em nada sua conduta na política local.

É bem verdade que, desde o início de sua caminhada, entendendo que o eleitorado felipense não é suficiente para eleger um deputado estadual, Ubiracy tem trabalhado de fora para dentro, ou seja, focado em viabilizar apoios externos, afinal acredita que, naturalmente, sua história de vida pública lhe garantirá expressiva votação em Felipe Guerra.

Ubiracy se diz um dos nomes com os quais o Partido Republicano (PR), do ex-deputado federal João Maia, tem compromisso na nominata do partido para a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Fonte: Rede News 360
Ubiracy Pascoal aposta na relação direta com a população oestena para chegar à ALRN Ubiracy Pascoal aposta na relação direta com a população oestena para chegar à ALRN Reviewed by Blog Foco Notícia on 08 abril Rating: 5

Nenhum comentário