Presidente da AENTS se solidariza com estudantes de Felipe Guerra, hostilizados em ônibus universitário

Erison Gustavo, presidente da AENTES divulgou nota sobre o ocorrido (Foto: Josemário Alves)
O presidente da Associação dos Estudantes de Nível Técnico e Superior de Apodi (AENTS), Erison Gustavo, divulgou uma nota pessoal, onde manifesta sua tristeza e vergonha pelo ocorrido na manhã desta terça-feira (19). É que devido a problemas mecânicos do ônibus universitário de Felipe Guerra, alguns estudantes do período da manhã que tinham algum tipo de avaliação importante, tiveram que pegar carona nos ônibus de Apodi e foram hostilizados por alguns alunos daquele município.

"Eu fui no ônibus de Apodi, no que leva os alunos da UNP, quando a gente entrou, tinha uma moça bem alterada, talvez pelo fato de a gente ir com eles. Ela disse que não era pra fazer sorteio de novo, pra gente ter direito a reversamento nas cadeiras. Em seguida a moça responsável pelo sorteio foi até ela e outros que gritavam no fundão, conversou e disse que iria ter reversamento sim. Quando ela disse isso, um grupo de alunos vaiou ela, sem deixar-lá falar, ela mandou parar o ônibus, foi quando eles silenciaram e prosseguiu o sorteio e o ônibus continuou a viagem. E ficou aquele clima horrível e humilhante", disse a estudante felipense Ruth Martins.

Os relatos foram confirmados por outros estudantes de Felipe Guerra, que presenciaram a ação e apontam que apenas no ônibus que faz a rota para a UNP, foram hostilizados e que essa não era a primeira vez que acontecia. Preferimos não reproduzir os relatos das palavras ditas por uma parcela de alunos que fizeram ofensas, por considerarmos muito inadequados para serem proferidos por estudantes do ensino superior. Ao contrário do ônibus que carregam os estudantes para UERN/UFERSA e FACENE que receberam os estudantes de Felipe Guerra de forma respeitosa.

No Estatuto da Entidade, em seu Art. 3°, diz que os secundários, considerados aqueles que não são usuários dos recursos da AENTS, "terão apenas o direito ao transporte mediante autorização prévia". Essa autorização foi obtida pelos Estudantes de Felipe Guerra já na noite de segunda-feira (18) para que pudesse ser transportado paliativamente pelos ônibus de Apodi na manhã desta terça-feira (19). Mas eles não esperavam passar por uma "situação humilhante", como foram relatados por alguns estudantes de Felipe Guerra.

A AENTS tem várias finalidades, entre elas congregar harmoniosamente os universitários do município de Apodi, desenvolvendo entre seus associados um sadio espírito de cooperação e fraternidade. Mas infelizmente, embora o presidente da AENTES, Erison Gustavo, tenta manter esse espírito de cooperação e fraternidade não somente entre os seus associados, mas com os que não são associados, alguns estudantes que fazem parte da entidade como usuários, formada por uma minoria, "compartilharam da demostração de intolerância, inveja e desrespeito aos colegas", como bem disse em suas palavras, o presidente da Entidade.

A nota pessoal do presidente da AENTS, Erison Gustavo, foi muito elogiada pelos Estudantes Universitários de Felipe Guerra. Erison tem demonstrado esforço para manter um sadio espírito de cooperação e fraternidade à frente da Entidade, e sempre teve o respeito de todos os estudantes de Felipe Guerra pela sua compreensão em autorizar a carona de forma paliativa aos colegas da vizinha cidade, que estão sem ônibus desde a sexta-feira (15), por problemas mecânicos.

Confira a nota na Íntegra:

Outra vez bom dia!!!

Aqui eu quero registrar minha tristeza e vergonha pelo que ocorreu hoje pela manhã no ônibus desta instituição (UnP Apodi-RN).

A mim chegou notícias de que os alunos de Felipe Guerra (A quem eu autorizei) vir conosco foram hostilizados ao subirem dentro do ônibus da UnP. 

Eu sei que por uma parcela distinta. Então peço desculpas aos demais. Peço desculpas aos que presenciaram esse tipo de ação dentro do meio universitário.

Quero deixar claro que os  alunos foram autorizados por mim. Eles me pediram humildemente pra darmos essa carona, pois os mesmos estavam sem ônibus. 

Eu posso parecer injusto pra alguns, posso parecer desorganizado, inútil... Mas eu jamais deixaria um estudante na estrada principalmente em época de prova. 

Aos alunos que se comportaram vergonhosamente no dia de hoje, eu apenas resisto, repudio e combato... Ética e humanização são matérias que todos os cursos exigem na grade curricular, pena que alguns pedem pros colegas assinar seu nome na lista de presença.

Sem humanização eu até acho que se pode ter algum sucesso... Porém sem ética isso é impossível.

O profissional pode dominar com excelência todas as técnicas de seu ofício, mas se ele não tem ética, será um profissional meramente mecânico. 

Então peço que reflitam no que fizeram, reflitam no desrespeito a coordenadora que estava presente e foi tratada como uma idiota, ela estava ali ajudando nosso projeto, ajudando a vocês ter ônibus disponível.

Reflitam que a situação poderia ser inversa, é que todos nós em algum momento da vida irá precisar da ajuda de outro. 

Parabenizo a coordenadora, mesmo contra as vaias de alguns, foi mulher e foi humana distribuindo os alunos entre os dois ônibus não permitindo que nenhum fosse prejudicado.

Parabenizo os alunos da UnP que não compartilharam da demonstração de intolerância, inveja e desrespeito aos nossos colegas. 

Parabenizo aos alunos da UERN/UFERSA e FACENE que com todo carinho receberam os alunos de Felipe Guerra.... Vocês me dão orgulho, vocês me impelem para frente nesta luta, e por vocês sigo resistindo.

Muito obrigado!!!

Erison Gustavo
Presidente AENTS.
Presidente da AENTS se solidariza com estudantes de Felipe Guerra, hostilizados em ônibus universitário Presidente da AENTS se solidariza com estudantes de Felipe Guerra, hostilizados em ônibus universitário Reviewed by Blog Foco Notícia on 19 junho Rating: 5

Nenhum comentário