Universitária presa e autuada por ter passado informações para a quadrilha que matou Ildônio

A polícia prendeu neste domingo, 19, a estudante universitária Grécia Teodora Gurgel de Medeiros, de 21 anos (estuda Direito na UNP), por ter passado informações a quadrilha de assaltantes e assassinos de que o policial Ildônio José da Silva, de 43 anos, estava dentro do ônibus escolar, tendo contribuído assim diretamente com o assalto seguido do assassinato brutal e covarde do referido policial.

Grécia Teodora é companheira/namorada de um dos membros da quadrilha identificado pelo nome de Wantuir Lima, que está sendo procurado na região pelo crime. A universitária teria passado informações da presença do policial no ônibus que seria assaltado ao namorado, que é do bando. A informação que Grécia Teodora e o policial Ildônio José eram colegas de classe ainda não foram confirmadas.

O delegado Cristiano Otto informou que autuou a jovem universitária em flagrante por latrocínio, considerando sua participação direta no caso (passando informações) e as diligências continuadas da Polícia Civil e Militar desde o início da noite quinta-feira, 16, quando aconteceram os fatos na RN 117. "E o trabalho não parou. Continua em andamento, com buscas na região e trabalho de policia judiciária em andamento", destaca o delegado.
Estes e outros indícios que levaram ao decreto de prisão de Grécia Teodora no Poder Judiciário batem com as informações passadas pelos estudantes que foram realmente vítimas no dia do ocorrido na RN 117. Os estudantes narraram que os assaltantes/assassinos sabiam exatamente quem era o PM e foram direto busca-lo e leva-lo para a execução na parte externa do ônibus. Grécia Teodora estava dentro do ônibus.

Grécia Teodora estava no ônibus no momento que a quadrilha de assaltantes fez a interceptação.  “Estava no ônibus atacado pelos assaltantes, tendo avisado aos algozes da presença de um policial no interior do ônibus, fato motivador da execução do Policial Militar”, destaca o delegado Cristiano Otto.

Continua: “Ressalte-se que a flagranteada foi a única a não ter seus pertences subtraídos durante a ação dos criminosos. As Polícias estavam no encalço dela desde o dia dos fatos, e hoje pela manhã receberem informações anônimas de que ela estaria na casa de sua avó, oportunidade em que se deslocaram ao endereço e efetuaram a prisão”, explica o delegado.

Outra prisão

Na final da tarde de Sábado, a Polícia, após receber uma informação anônima que um dos assaltantes estava escondido numa residência na localidade de São Geraldo, zona rural de Upanema, prendeu a dona de casa Antônia Rita Brito da Silva, conhecida por Casinha, por está com uma moto tomada de assalto. O marido dela, é Abimael de Oliveira, o Bibi, que estava na casa, mas conseguiu se evadir entrando no mato quando a policia se aproximava. Os policiais militares, com apoio áereo do Potiguar 1 está fazendo buscas na região.

Bibi é um dos seis assaltantes/assassinos que mataram o policial Ildonio José da Silva e assaltaram os estudantes universitários no início da noite de quinta-feira, 16, na RN 117. Após ter sido autuada em flagrante por receptação de veiculo automotor roubado, Casinha foi levada para ser interrogada pelo delegado Cristiano Otto, em Caraúbas, e posterioremente para o Centro de Detenção Provisória Feminino, em Mossoro-RN.
Fonte: Mossoró Hoje
Universitária presa e autuada por ter passado informações para a quadrilha que matou Ildônio Universitária presa e autuada por ter passado informações para a quadrilha que matou Ildônio Reviewed by Blog Foco Notícia on domingo, agosto 19, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário