Macabro: Roubo seguido de assassinato friamente planejado e cruelmente executado em João Câmara

Um crime de latrocínio friamente planejado e cruel executado. A dona de casa Sonia Rodrigues da Silva economizou R$ 20 mil reais em sua conta bancária e, por este dinheiro, terminou sendo assassinada pela sobrinha, o filho dela e um pai de santo, no dia 5 de outubro passado, na zona rural do município de João Câmara, distante cerca de 80 km de Natal/RN.

O caso terminou sendo descoberto pelo delegado municipal Joacir Lucena da Rocha, que contou com apoio do delegado regional Nivaldo Floripes, nesta quinta-feira, 19. Os delegados contaram que a vítima Sonia Rodrigues conseguiu economizar os R$ 20 mil e deixou em sua conta bancária, para ir sacando aos poucos, usando um cartão de crédito.

A sobrinha de Sonha Rodrigues, de nome Maria Elieuma dos Santos, 36, e o filho dela, José Eudes dos Santos, de 20 anos, cresceram os olhos para roubarem o dinheiro. Para tanto, planejaram tudo com o pai de santo Jailson Lopes da Silva, 34, o catimboseiro.

Os três atraíram a vítima (foto à direita) para o terreiro do pai de santo Jailson Lopes, o qual ela já frequentava, para fazer um “feitiço”. Na ocasião, o pai de santo pediu que Sonia Rodrigues deixassem num local todos os metais, entre estes as chaves da casa e dos armários, onde estava guardado o cartão de crédito e a senha de sague do dinheiro no banco.

Fizeram cópias das chaves e, sempre que Sonia Rodrigues saia de casa, a sobrinha e o filho entravam na casa, pegavam o cartão e a senha, iam ao caixa eletrônico e sacavam o dinheiro que o banco permitia. Foi assim até zerar a conta.

Só que Sonia passou a desconfiar dos parentes e com medo dela descobrir quem teriam lhe roubado, os três fizeram um novo planejamento, ainda mais macabro, para encobrir o primeiro. Desta vez para matar Sonia Rodrigues.

Os três decidiram chamar Sonia Rodrigues para ir num local afastado da cidade para concluir o “feitiço” que havia começado no terreiro de Jailson Lopes. No local escolhido, Sonia Rodrigues foi recomendada cavar um buraco no chão e, na ocasião, a senhora terminou sendo morta com 14 marretadas.

O crime causou enorme repercussão na região, porque os próprios assassinos deixaram a entender que a vítima havia morrido um ritual de magia negra e não num crime de latrocínio. Os delegados se aprofundaram nas investigações e, com autorização judicial, fez buscas na casa de Elieuma dos Santos, tendo apreendido cartões, extratos da conta de Sonia Rodrigues.

Também na casa de Elieuma e o filho foi feito a apreensão de uma marreta, possivelmente a mesma usada por Jailson Lopes para golpear Sonia Rodrigues 14 vezes. Na delegacia, Elieuma e o filho José Eudes confessaram os crimes, roubo do dinheiro e o assassinato da Sônia Rodrigues. Relataram em detalhe ao delegado Joacir Lucena da Rocha.

 Ao saber que estava sendo procurado pela polícia, o pai de santo Jailson Lopes cometeu suicídio, se jogando na frente de um ônibus escolar, em João Câmara. Com base o que foi apurado, a Justiça Estadual decretou a prisão preventiva de Eieuma e o filho Eudes, que estão presos aguardando julgamento da Justiça por roubo seguido de assassinato.

Por Cezar Alves/Mossoró Hoje, com informações da Policia Civil, PM e os blos 190RN e Op9.
Macabro: Roubo seguido de assassinato friamente planejado e cruelmente executado em João Câmara Macabro: Roubo seguido de assassinato friamente planejado e cruelmente executado em João Câmara Reviewed by Blog Foco Notícia on segunda-feira, outubro 22, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário