Pesquisar....

Bebê prematuro de mais ou menos 30 semanas é jogado de prédio em Mossoró

A equipe do ITEP removeu o corpo do bebe numa área entre dois blocos, acompanhado com agentes e delegado da Policia Civil
Um bebê prematuro, de mais ou menos 30 semanas, foi jogado da janela do banheiro de um dos apartamentos do Condomínio Jardins do  Planalto, na Alameda dos Cajueiros, na tarde deste domingo, 17.

A Polícia Militar foi acionada ao local pelos moradores do condomínio (todos chocados e alguns demonstrando revolta) e confirmou o fato. A Policia Civil e o Instituto Técnico-científico de Perícia removeram do corpo do bebê para exames.

Antes da PM chegar ao local e isolar a área de crime, curiosos fizeram fotos e videos chocantes e divulgaram nas redes sociais.  Alguns estão sendo contactados para prestar esclarecimento sobre os fatos na Polícia Civil, que vai apurar o caso.

Pelo tamanho do bebê e as circunstâncias em que se encontrava, no caso de ter sido aborto (espontâneo ou provocado), este fato não aconteceu no local que estava o corpo entre os blocos de apartamentos. Ao que tudo indica, foi jogado do apartamento logo acima.

Acredita-se que alguém tenha arremessado o bebê da janela do banheiro deste apartamento. Inclusive existem imagens de possíveis manchas de sangue desta janela. A Policia Civil, ao chegar a local, já encontrou a família deste apartamento com 3 advogados.

A família seguiu com seus advogados para fazer exames na sede do ITEP e em seguida para o Hospital Rodolfo Fernandes. Havia recomendações para que esta jovem seja conduzida para exames no Hospital Maternidade Almeida Castro, o que terminou acontecendo.

O delegado Evandro do Santos, do Plantão da Polícia Civil, está acompanhando o caso pessoalmente. Em contato com o portal Mossoró Hoje, ele disse que não podia adiantar nenhuma informação. Estava apurando os fatos e é um caso que deve tramitar na Justiça em sigilo.

No Condomínio Jardins do Planalto, o portal Mossoró Hoje ouviu dos moradores que realmente o bebê prematuro foi arremessado da janeira do banheiro e que após o ocorrido os pais levaram os panos sujos de sangue e botaram no contêiner de lixo do condomínio. 

Alguns moradores revoltados, narraram que o casal e uma jovem se comportavam como se nada estivesse acontecendo. Caso estes fatos se comprovem tecnicamente,  a Policia Civil deve indicia-la por infanticídio (mãe mata o próprio filho).

Fonte: Mossoró Hoje
Publicidade
BERIKAN KOMENTAR ()