Pesquisar....

Quatro nomes movimentam a corrida sucessória em Felipe Guerra

Por Gilberto de Sousa
A sucessão do prefeito Haroldo Ferreira, em Felipe Guerra começa a movimentar os bastidores políticos agitando as discussões em torno dos nomes que possivelmente estarão na disputa pela Prefeitura no próximo ano. Até aqui, quatro pré-candidatos afloram no tabuleiro da disputa sendo, inclusive alvos de sondagens populares realizadas para apreciações internas.
Vice-prefeito Salomão Gomes.
No clã situacionista dois nomes tentam se viabilizar no grupo do prefeito Haroldo Ferreira: o atual vice-prefeito Salomão Gomes, sem partido atualmente, e o vereador Ubiracy Pascoal(PL). Entre os fatores que credenciam Salomão, estão dois mandatos no legislativo do município, onde também desenvolveu com bom desempenho à presidência da Câmara Municipal nas duas oportunidades.

“A postulação de Salomão é legítima. Além da longa folha de serviços prestados a cidade como vereador e agora como vice-prefeito, ele tem conseguido manter unida em torno do seu projeto, sua numerosa família”, frisou um admirador do vice-prefeito.
Vereador Ubiracy Pascoal.
Enquanto isso há um grupo dentro do esquema da situação que defende o nome do vereador Ubiracy Pascoal(PL), que exerce o 6º mandato consecutivo na Câmara Municipal, exatamente por atender à expectativa popular. Ubiracy trabalha o apoio do atual prefeito, mas desenvolve discretamente uma espécie de carreira solo, por sentir certa inclinação do chefe do Executivo, pelo nome de Salomão.

Mesmo assim, tem assegurado a amigos que vai apostar no projeto independentemente do apoio de Haroldo. E tem conseguido reciprocidade e estímulo nesse sentido.
Médico Victor Costa
Na base de oposição, o médico Vitor Costa(PSD), que é filho do ex-prefeito Hulgo Costa, deverá entrar novamente no embate. Ele disputou a campanha passada e a derrota lhe assegurou experiência. Estaria refeito para entrar novamente no jogo, contando, principalmente com o suporte político do seu pai, que não pode e não deve ser subestimado.

Novidade emerge como opção no centro das discussões
Jornalista Erinaldo Silva
Por outro lado, a novidade no atual processo sucessório vem por conta do radialista, jornalista e acadêmico de Direito Erinaldo Silva. Ele passou a ser incentivado por amigos e começou a ter seu nome incluído nas pesquisas com revelações que podem lhe oferecer fôlego para entrar na disputa.

Ele tem se esquivado de entrar no processo, porém, tem sido alvo de assédio de partidos como Solidariedade e PSL. Sua credencial além da militância política durante 18 anos, a atuação na área de comunicação por 14 anos, sempre voltada a contribuir com o município.

Em conversa com a Gazeta, Erinaldo Silva, 34 anos, destacou que seu curso Direito é prioridade neste momento de sua vida, mas que não descarta a ideia de entrar na disputa no próximo ano e que, portanto, seu nome está à disposição do povo felipense. “O curso de direito é prioridade, haja vista que este tem me permitido ampliar meus conhecimentos e me oferecido novas pespectivas. Entretanto, nunca me esquivei da luta. Meu nome está à disposição do povo”, disse.

Erinaldo leva a política muito a sério e tem uma visão futurista. “As quase duas décadas de pleno contato com a história e com os acontecimentos políticos, sejam no âmbito municipal, estadual ou federal, me permitiram compreender, em especial, o passado e o presente do contexto sociopolítico do município de Felipe Guerra. Então, com essa base de conhecimento a qual sigo ampliando-a, decidi que é chegada a hora de romper definitivamente com o velho e irresponsável jeito de se fazer política que tenta se perpetuar na nossa região. Digo rompimento com o círculo vicioso que estrategicamente mantém e explora a carência social, aliena a massa e manobra-a na construção de um resultado que é sempre o mesmo: governos de minorias para minorias, marcados por atraso e exclusão, sem qualquer compromisso com os reais anseios do povo no contexto macro das sociedades. Consolidado esse rompimento da minha parte, inicio na política de Felipe Guerra o que alguns podem chamar de peregrinação, colocando à disposição do povo felipense as minhas ideias amadurecidas ao longo da minha trajetória”, disse.

Segundo ele, a princípio o seu propósito é identificar no meio social felipense pessoas que possuem ideais compatíveis com as suas e somar para juntos iniciar uma nova caminhada, a qual exigirá, de cada um, o desprendimento. “Inicialmente, a maior certeza que podemos ter é que os resultados significativos não virão de imediato, uma vez que dependerão de uma mudança profunda a ser promovida na sociedade. Entretanto, devo adiantar que o resultado objetivado com esse trabalho, a ser realizados a partir de uma somatória de forças e ideais, deve ser um legado de transformação política e social em médio prazo, a qual impacte forte e positivamente as futuras gerações do nosso município”, destacou.

Erinaldo disse, ainda, entender que o melhor e mais viável caminho para se construir um legado de transformação social passa pela política. “Se quero de fato levar adiante o meu propósito, preciso cada vez mais participar ativo e diretamente das decisões políticas do nosso município. Entretanto, longe de mim, está a ideia de forçar uma candidatura a prefeito, pois, dessa forma o meu projeto já nasceria morto. Daí a necessidade de reiterar o que já disse antes: meu nome está à disposição do povo de Felipe Guerra e estou para somar com quem tem ideais compatíveis com os meus. E pensando exatamente da forma a qual exponho, compreendendo que devo fazer minha parte, estarei nos próximos dias colocando à disposição daqueles que têm ideais compatíveis com as minhas, e que têm pretensões políticas para a eleição municipal do próximo ano, um partido político que ao que tudo indica será o Solidariedade, o qual referencio, citando, aqui no Rio Grande do Norte, os deputados estaduais Kelps Lima e Allyson Bezerra e o suplente de deputado federal Lawrence Amorim. E que o partido escolhido seja um porto seguro para as novas ideias voltadas para o bem o povo felipense”, enfatizou.

BERIKAN KOMENTAR ()