Pesquisar....

Professores da rede estadual de ensino de Felipe Guerra entram em greve por tempo indeterminado


Os professores da Escola Estadual Antonio Francisco (EEAF) de Felipe Guerra iniciaram greve nesta quarta-feira (27) por tempo indeterminado. A adesão à greve foi decidido democraticamente em reunião de seu corpo docente, após diálogo com os pais de alunos e outros membros da comunidade.

A principal reivindicação dos profissionais da educação estadual é o pagamento da correção de 6,81% do Piso Salarial 2018, que até o momento não aconteceu. Além da correção do Piso, os profissionais da educação estadual também reivindicam melhorias nas condições de trabalho e o pagamento de direitos que, segundo eles, vêm sendo negados.

O movimento grevista no Estado foi deflagrado em assembleia da categoria, que aconteceu na última quinta (22) a partir das 14h30, na Escola Estadual Winston Churchill, no Centro de Natal.“Os trabalhadores já não aguentam mais serem massacrados pelo governo Robinson. Nossa pauta já acumula 51 itens. Nem mesmo o Piso (Salarial), que está previsto em lei, foi corrigido. Por isso, os profissionais decidiram dar um basta e decretar greve. Não há outra saída”, afirmou a coordenadora geral do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do RN (Sinte/RN), professora Fátima Cardoso.
BERIKAN KOMENTAR ()